Com 66 novos fundos, Itaú Personnalité aposta na diversificação. Conheça os campeões de 2021

Em um ano marcado pela alta volatilidade, segmento do banco Itaú dribla a poupança, amplia prateleira de produtos e lança ativos focados na agenda ESG e no mercado internacional. Estratégia funciona: alguns ativos tiveram rentabilidade superior a 30%

0
433
Leia em 7 min

O ano de 2021 ficará marcado pelos tremendos desafios impostos aos investidores. Em janeiro, a taxa básica de juros estava na mínima histórica (2% ao ano), mas em dezembro ela chegaria a 9,25%.

A inflação disparou, alcançando a simbólica – e preocupante – marca de dois dígitos, enquanto o dólar seguiu sua escalada rumo às alturas.

Os adeptos da renda variável tiveram surpresas: o Ibovespa oscilou como nunca e alguns ativos registraram a cotação mais baixa em muito tempo.

Na escola das finanças, o investidor brasileiro fez um verdadeiro “intensivão” em 2021. “Foi um ano de bastante volatilidade e movimentos diferentes”, diz Martin Iglesias, Especialista Líder em Investimentos e Alocação de Ativos do Itaú Unibanco. “Mas a volatilidade acabou criando diversas oportunidades.”

Cenários desafiadores, de fato, costumam trazer boas possibilidades de negócios. Atento a essa realidade, o Itaú Personnalité encerrará 2021 com algumas marcas alcançadas.

Desde janeiro, mais de 60 fundos foram acrescentados à prateleira de produtos – eram 156, em 2020, e passaram a ser 222 em 2021. Segundo o Itaú, o número inclui fundos próprios e de terceiros.

Na área de previdência, os produtos somaram 82 em novembro, quase o dobro de um ano atrás. Na renda fixa bancária, já são 49 emissores externos de CDBs, Letras de Câmbio, LCI e LCA (pré, pós e indexados ao IPCA), bem acima dos 38 registrados em 2020.

O que explica o crescimento expressivo? “A nossa principal estratégia adotada ao longo do ano foi insistir na diversificação”, diz Martin Iglesias. “Não só como proteção da carteira dos clientes, mas como uma forma de procurar oportunidades que apareceram ao longo do ano.”

Isso explica, portanto, por que o Itaú ampliou consideravelmente os produtos de investimentos oferecidos aos clientes. Trabalhar de forma diversificada, ressalte-se, reduz os efeitos negativos das oscilações de curto prazo, na medida em que se escolhe ativos que reagem de forma diferente aos acontecimentos do mercado.

Além de reduzir riscos e proteger a carteira dos clientes, a diversificação amplia a possibilidade de ganhos. Nesse contexto, o Itaú buscou tendências que se consolidaram ao longo dos anos e que são cada vez mais valorizadas pelos investidores.

“Nós temos uma carteira diversificada para que qualquer tipo de investidor, com qualquer nível de aversão a risco ou objetivo, possa investir em ativos ESG”, diz Martin Iglesias, Especialista Líder em Investimentos e Alocação de Ativos do Itaú Unibanco

Uma delas é a temática ESG, talvez a agenda mais relevante dos novos tempos. “Tivemos o lançamento de diversos produtos com essa ótica, aproveitando a expertise que temos na área da sustentabilidade”, diz Iglesias.

O executivo lembra que o Itaú é integrante de longa data do Dow Jones Sustainability World Index, que reúne empresas de reconhecida sustentabilidade corporativa.

Em 2021, o Itaú inovou na área. Em novembro, lançou a sua carteira de recomendações que leva em conta critérios ESG.

O projeto é único no mercado: enquanto as carteiras ESG de outras instituições são focadas apenas em ações negociadas na B3, o Itaú traz uma seleção de ativos de renda fixa e variável, nacionais e internacionais.

“Nós temos uma carteira diversificada para que qualquer tipo de investidor, com qualquer nível de aversão a risco ou objetivo, possa investir em ativos ESG”, destaca Iglesias. “Com isso, trazemos todos os benefícios da diversificação, ao mesmo tempo que selecionamos ativos com práticas ESG.”

Outro aspecto que chama a atenção na estratégia do Itaú Personnalité é o olhar atento para o mercado internacional. Até o fechamento de novembro, seu portfólio contava com 44 fundos de estratégia internacional, incluindo próprios e de terceiros. Dezenove deles foram lançados em 2021.

Um dos fundos que estrearam neste ano tem a assinatura do americano Howard Marks, fundador da Oaktree Capital Management, uma das maiores gestoras do mundo, com US$ 156 bilhões sob gestão. Marks tem mais de 50 anos de atuação no mercado financeiro e é uma das maiores referências do universo dos investimentos.

Denominado Oaktree Global Credit BRL Seleção, o fundo é focado em crédito privado, com alocações principalmente em ativos dos Estados Unidos e da Europa.

“Nos últimos anos, o mercado e os investidores acabaram entendendo a importância chave que a estratégia internacional tem dentro da diversificação de um portfólio”, aponta Iglesias. “Combinar riscos internacionais numa carteira diversificada traz muita eficiência.”

No total, o Itaú Personnalité oferece mais de 1,5 mil opções de investimentos de 57 gestoras nacionais e internacionais. Há produtos para todos os perfis, incluindo os temas mais quentes da atualidade (agenda ESG, tecnologia, mercado internacional) e novidades como renda fixa indexada ao IPCA.

Os fundos temáticos e ETFs abrangem as áreas mais promissoras do universo corporativo, de biotecnologia a games, de companhias de consumo a energia renovável. Não há dúvida: no Itaú Personnalité, a poupança não tem vez.

Confira a seguir os 10 fundos de maior rentabilidade oferecidos pelo Itaú Personnalité em 2021:

Itaú Index ESG Água FX
Fundo de renda variável que busca acompanhar a performance das maiores empresas globais cujos negócios são relacionados à água. Oferece acesso a 50 empresas em mais de 10 países.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 43,40%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú Index US Tech
Fundo de renda variável com exposição a ações de empresas de tecnologia como Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google. O portfólio é complementado pelo S&P500, o maior índice acionário dos Estados Unidos, e títulos públicos atrelados à taxa SELIC.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 34,35%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú Index Multimercado S&P 500 USD
Fundo multimercado que oferece uma estrutura de exposição ao mercado acionário americano, com tributação de renda variável. A estratégia consiste em alocar recursos em ativos cujo principal risco é a exposição ao S&P 500.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 31,83%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú BDR Nível 1 Ações
O fundo oferece exposição a ativos internacionais negociados no mercado local, e com exposição cambial. A estratégia busca selecionar BDRs (Brazilian Deposit Receipts) Nível I, como são chamados os títulos negociados no Brasil que representam ações de companhias abertas sediadas no exterior.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 30,69%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú Index Ações Estratégia S&P 500
Fundo que busca acompanhar a variação do S&P 500, oferecendo uma estrutura de exposição ao mercado acionário americano, sem variação cambial e tributação de renda variável.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 28,46%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú Index Ações Globais FX
O fundo busca acompanhar as variações do MSCI World, índice acionário de mais de 1.600 empresas distribuídas por 23 mercados desenvolvidos.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 27,91%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú Index Petrobras Ações
Fundo que aplica seus recursos em ações da Petrobras.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 27,34%
Gestora: Itaú Asset Management

Seleção Multifundos Global Equities
Multifundos que contempla em sua carteira casas internacionais de renda variável que utilizam diversas estratégias de gestão para maximizar retornos no longo prazo, com exposição cambial em dólar.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 22,21%
Gestora: Itaú Fund of Funds

Carteira Itaú ESG Internacional
Fundo que combina a recomendação em ativos internacionais da Itaú Asset com tendências de investimento em ESG, aproveitando de maneira mais eficiente as perspectivas econômicas e visão estratégica da Itaú Asset Management.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 21,41%
Gestora: Itaú Asset Management

Itaú Index Ações Europa EUR
O Itaú Index Ações Europa EUR é um fundo que oferece exposição às principais
empresas do mercado de ações europeias.
Rentabilidade nos últimos 12 meses (referência novembro de 2021): 18%
Gestora: Itaú Asset Management

Para mais informações, clique aqui.

Leia também