Por que o FII Summit se tornou a “Meca” dos fundos imobiliários

Maior evento de FIIs da América Latina reunirá, durante 3 dias, time seleto de especialistas para discutir as perspectivas do setor. Encontro online e gratuito oferece aos participantes a chance de conhecer a fundo um segmento que não para de crescer no Brasil

0
0
Leia em 5 min

Segundo a B3, em março, o patrimônio líquido dos fundos imobiliários chegou a R$ 176 bilhões

Contra fatos, não há argumentos. A velha máxima comprova por que investir em fundos de investimentos imobiliários (FIIs) é uma estratégia certeira para a construção de carteiras equilibradas e com bom desempenho.

Desde 2011, o IFIX, principal indicador dos fundos imobiliários no Brasil, teve valorização de aproximadamente 170%, conforme dados da B3. O resultado supera com folga a performance do Ibovespa, índice de referência da bolsa brasileira (que avançou em torno de 60%), e está acima do resultado do CDI no período.

Os fundos imobiliários, portanto, não oferecem apenas previsibilidade – uma de suas características mais conhecidas – aos investidores, mas proporcionam o que realmente interessa: ótima rentabilidade.

A combinação dos dois fatores – segurança para investir e retornos financeiros expressivos – explica o aumento do interesse por FIIs nos últimos anos. Em 2017, pouco mais de 120 mil brasileiros investiam nesse tipo de ativo. Atualmente, são 1,64 milhão.

O patrimônio líquido do segmento também vem crescendo em ritmo intenso. Em março, conforme dados da B3, chegou a R$ 176 bilhões, acima dos R$ 152 bilhões registrados em abril de 2021.

“O Brasil é hoje o maior mercado da indústria de fundos de investimentos imobiliários na América Latina”, diz Felipe Paletta, fundador da casa de análises Monett

“O Brasil é hoje o maior mercado da indústria de fundos de investimentos imobiliários na América Latina”, ressalta Felipe Paletta, fundador da casa de análises Monett. “Temos notado, principalmente nos dois últimos anos, um aumento do interesse dos investidores pelo tema.”

O principal mercado merece um evento à altura de sua importância. Entre os dias 1 e 3 de junho, o Brasil receberá a segunda edição do FII Summit, maior encontro de fundos imobiliários do país. Criado pela EQI Investimentos, o evento é fruto de parceria com a casa de análises Monett, a plataforma Eu Quero Investir e a revista Exame.

O FII Summit terá transmissão online, é gratuito e está aberto a qualquer pessoa, e não apenas a clientes da EQI ou da Monett. Assim como na edição anterior, os organizadores esperam a participação de milhares de investidores.

O conteúdo é vasto e destina-se tanto a investidores profissionais quanto aos iniciantes neste universo. Para municiar o público com informações completas sobre FIIs, o evento reunirá gestores dos principais fundos imobiliários do país, influenciadores e profissionais que são referência no mercado.

No total, serão 35 palestrantes de diversas áreas, mas que obviamente tenham conexão com o mercado de FIIs, e mais de 10 horas de conteúdo

No total, serão 35 palestrantes de diversas áreas, mas que obviamente tenham conexão com o mercado de FIIs, e mais de 10 horas de conteúdo. Há temas para todos os gostos e interesses. Um dos painéis, por exemplo, tratará de um dos segmentos mais pulsantes na economia brasileira – o agronegócio.

Para isso, os painelistas abordarão o chamado FIAgro (Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais), que aplica recursos em ativos imobiliários rurais ou em atividades relacionadas à produção do setor.

Os chamados REITs, como são conhecidos os fundos de investimento imobiliário no exterior, também estão em alta e serão um dos destaques do evento. Os segmentos de shoppings, lajes corporativas, comércio eletrônico e logística serão igualmente contemplados pelos participantes.

O FII Summit também se dedicará a responder os principais questionamentos dos investidores: Como montar uma carteira de fundos imobiliários? Quais são as perspectivas do setor no pós-pandemia? O atual cenário econômico favorece a compra de FIIs? As respostas serão dadas por profissionais que têm lugar de fala nesse mercado.

De fato, o evento trará os principais nomes do setor. É o caso de Marcos Baroni, professor com mais de duas décadas em cursos de graduação e MBA e analista-chefe de fundos imobiliários da Suno Research. Também longevo no ramo, Sérgio Belleza, que estruturou o primeiro FII do mercado brasileiro, em 1993, trará a perspectiva histórica para o evento.

Eles farão companhia a Juliano Custodio, CEO da EQI Investimentos; Luis Moran, head of Research da EQI Investimentos; Felipe Paletta, fundador da Monett; Ettore Marchetti, CEO da EQI Asset; Silvia Benvenuti, head de Fundos Alternativos da BV Asset; Celina Vaz, sócia de Relações com Investidores da BlueMacaw; e Artur Viera, apresentador do programa sobre FIIs no portal Exame.

Gestores de casas como Vinci Partners, VBI Real Estate, RBR Asset e Galapagos Asset Management também marcarão presença

Gestores de casas como Vinci Partners, VBI Real Estate, RBR Asset e Galapagos Asset Management também marcarão presença. Felipe Paletta, fundador, da Monett, participará do painel sobre REITs e investimentos globais em imóveis. “Com essa salada de conteúdo, esperamos que o investidor saia com uma visão muita clara sobre o potencial e as perspectivas da indústria”, diz o executivo.

Ele lembra que os participantes terão acesso, antes do evento, a um documentário com cerca de 30 minutos de duração sobre o mercado brasileiro de fundos imobiliários.

“Gravamos em vários imóveis icônicos e entrevistamos importantes gestores para resumir o que será tratado com profundidade no FII Summit”, diz Paletta. A produção, assegura, foi caprichada, contando inclusive com a captação de imagens por drones.

Mas, afinal, é hora de os investidores olharem com mais atenção para os fundos de investimentos imobiliários? Paletta é categórico na resposta: “Com absoluta certeza.”

O executivo vai além. “Já vimos o movimento de alta da Selic, avançamos bastante em termos de política monetária. Chegamos no momento de estabilização da taxa de juros e uma melhora dos indicadores econômicos. Os fundos imobiliários vão capturar esse quadro.”

Com o FII Summit, os investidores terão a rara oportunidade de conhecer o panorama completo do setor e aproveitar a onda favorável.

A edição 2022 contará ainda com uma novidade: no dia 1º de junho, será realizado no espaço JK, no coração financeiro de São Paulo, um encontro presencial com capacidade para receber 300 participantes.

Para mais informações e se cadastrar no FII Summit, clique aqui.

Leia também