Saúde iD leva telemedicina para novos consumidores

Plataforma do grupo Fleury já faz 40 mil teleconsultas por mês e resolve mais de 90% das demandas dos pacientes. Agora, abre novas frentes de negócios, como a parceria com a AIG Seguros

0
372
Leia em 4 min

No final de agosto, a AIG Seguros lançou no mercado brasileiro um produto chamado MiniMed, que combina cobertura de seguro de acidentes pessoais e assistência de telemedicina para empresas.

O MiniMed AIG nasceu com um diferencial: ele oferece aos segurados a assistência da plataforma Saúde iD, do Grupo Fleury, o que permitirá aos usuários contar com o serviço de Pronto Atendimento Digital sem qualquer custo extra.

Em linhas gerais, o Pronto Atendimento Digital oferece consultas por telemedicina 24 horas por dia, sete dias da semana, e com direito a atendimento imediato. Os segurados do Seguro de Acidentes Pessoais MiniMed AIG também poderão usufruir de outros benefícios como descontos em farmácias, além do acesso à plataforma da Saúde iD.

“Com o MiniMed, levaremos às pessoas acesso a proteções que antes não eram tão simples e tão bem estruturadas”, diz Rodrigo Valadares, Diretor Comercial da AIG. “Nosso seguro se apresenta como uma forma diferenciada de oferecer coberturas a doenças graves, acidentes e internações acidentais, aliadas a serviços agregados à apólice.”

A iniciativa, lembra o executivo da AIG, é voltada para empresas de diversos tamanhos, além de associações, entidades de classe, sindicatos e cooperativas. “O produto acabou de ser lançado, mas já notamos uma forte demanda no mercado”, revela Valadares. “O Pronto Atendimento Digital é um benefício que desperta grande interesse nas pessoas.”

Esse é um exemplo de como a Saúde iD, que se propõe a ser uma plataforma do setor de saúde, conectando empresas, prestadores de saúde, médicos e pacientes em um mesmo ambiente tecnológico, está escalando suas operações, abrindo novas fronteiras de negócios ao Grupo Fleury.

Lançado em junho de 2020, o Pronto Atendimento Digital já realiza, em média, 40 mil atendimentos mensais. No auge da pandemia, chegou a 70 mil teleconsultas em um mês.

Utilizando a Saúde iD é possível agendar atendimentos, passar por teleconsultas, comprar e realizar cirurgias no formato all inclusive, acessar resultados de exames, consultar o prontuário eletrônico e obter descontos em farmácias e exames, entre outros serviços.

“A resposta dos pacientes foi muito rápida”, diz Eduardo Cheade, head of Sales do Saúde iD. “Eles descobriram que a ferramenta da telemedicina é muito eficaz e que poderia solucionar a maior parte de suas demandas.”

Há diversos motivos para justificar a ótima aceitação do programa de Pronto Atendimento Digital. Entre eles, Cheade destaca o alto nível de resolução das demandas dos pacientes, além de todo cuidado que a Saúde iD tem para manter o nível de excelência e humanização no trato com os pacientes.

Segundo o executivo, o índice atual de resolutividade é de 91,3%. Ou seja, de cada dez pessoas que são atendidas, nove solucionam seus problemas na instância digital. Outro importante indicador apresentado é o nível de satisfação dos pacientes, medido através da metodologia CSAT, que se mantém superior a 80%.

O resultado não é apenas importante para o Saúde iD, mas para o contexto geral da medicina no Brasil. Com esse nível de resolução, muitas pessoas utilizam de maneira mais eficiente o sistema de saúde, principalmente o pronto socorro, desafogando assim todo o sistema.

Há um dado alarmante no mercado que explica por que isso é uma boa notícia: estima-se que 80% dos atendimentos em pronto socorros não precisavam ser realizados neste ambiente. Isso, ressalte-se, custa tempo e dinheiro – é exatamente aí que a telemedicina entra para oferecer uma imediata e eficaz solução.

Outro benefício do Pronto Atendimento Digital é o fato de quebrar barreiras geográficas. É possível atender qualquer pessoa com acesso à internet, em qualquer lugar, em qualquer hora do dia – seja um jovem no interior do Pará ou um idoso no litoral da Bahia

Atualmente, a plataforma Saúde iD conta com um contingente de mais de 3,6 milhões de pacientes que podem desfrutar do Pronto Atendimento Digital. Ao todo, o ambiente possui 450 médicos dedicados a realizar as teleconsultas.

A transformação tecnológica e a telemedicina deverão abrir novas frentes para a Saúde iD, Fleury e seus parceiros de negócios. Já estão em testes dispositivos que permitirão a realização de alguns exames a distância, o que colocará o sistema de teleconsultas em uma nova – e promissora – era.

Para ampliar o acesso, estuda-se também a viabilização de pontos de atendimento, com médicos de família e outros profissionais da atenção primária, espalhados pelo Brasil, nos quais estes profissionais poderão fazer, por exemplo, exames de garganta ou ouvido, enquanto o médico a distância analisa, em tempo real, o estado do paciente.

Com o desenvolvimento tecnológico e a ampliação do acesso digital para todas as camadas da sociedade, a telemedicina levará a saúde para um novo patamar. A Saúde iD, ao que tudo indica, já está lá.

Para mais informações, clique aqui.

Leia também