No campo das finanças, Itaú Private Bank é bicampeão na América Latina

A centralidade no cliente, o ganho de market share e a adoção de uma agenda ESG fizeram com que o banco conquistasse dois importantes prêmios internacionais da indústria financeira

0
379
Leia em 4 min

A sede do Itaú Private Bank, na avenida Faria Lima, em São Paulo

Nos últimos meses, dezesseis jurados especializados na indústria financeira analisaram os resultados, as estratégias, os projetos e as ações de 120 bancos de diversas partes do mundo.

O trabalho executado pela tradicional publicação britânica PWM/The Banker tinha como missão escolher as melhores instituições em diversas categorias. Em uma delas, um banco brasileiro brilhou.

Segundo a The Banker, revista fundada em 1926 e que faz parte do Grupo Financial Times, o Itaú Private Bank foi eleito o melhor do seu segmento na América Latina.

O prêmio, intitulado “Best Private Bank in Latin America”, destaca que o “ano desafiador e único reforçou o compromisso do Itaú em atender os clientes e cuidar dos colaboradores, bem como de seus impactos na sociedade.”

O feito, por si só, já seria suficiente para conferir ao Itaú um selo de qualidade no segmento de private banking, mas a instituição não parou por aí.

Outro grupo editorial britânico, a Private Banker International, elegeu o banco brasileiro na categoria “Outstanding Global Private Bank Latin America”. Em suma, reconheceu o Itaú como a principal referência do segmento no continente.

Ao longo da história, o Itaú Private Bank acumula uma série de prêmios em sua categoria. São mais de vinte conquistas e presença durante 8 anos consecutivos entre os melhores private banks do mundo.

Afinal, quais fatores foram decisivos para que o Itaú Private Bank conquistasse as duas premiações? Um dos principais motivos é a atuação com centralidade nos clientes, garantindo a cada um deles a melhor experiência possível.

Isso se traduz em proximidade, alinhamento de interesses, parceria de longo prazo com as famílias e uma busca incessante pelos melhores resultados para o cliente.

“Colocamos os interesses dos clientes no centro de nossas decisões”, destaca o Itaú Private Bank. “Antecipar as necessidades e oferecer serviços personalizados, exclusivos e adequados ao que cada um deles precisa são pontos essenciais de nosso método de trabalho.”

Como exemplo dessa atuação, a gestão dos recursos locais e internacionais dos clientes pode ser feita pela mesma equipe de atendimento, conferindo uma visão global e complementar dos portfólios.

Os clientes do Itaú Private Bank também contam com os benefícios do sistema conhecido como one-stop shop. Em linhas gerais, trata-se de um ambiente que integra a oferta completa de produtos e serviços do Banco Itaú como um todo, com a exclusividade que só um private bank é capaz de oferecer.

O interessante das duas premiações concedidas ao Itaú Private Bank é que consideram entre os critérios de avaliação uma das temáticas mais urgentes da atualidade: o compromisso com a agenda ESG. Nesse campo, o Itaú tem boas práticas para demonstrar.

As premiações concedidas ao Itaú Private Bank consideram entre os critérios de avaliação uma das temáticas mais urgentes da atualidade: o compromisso com a agenda ESG

Um dos marcos de 2020, e que foi destacado pela PWM/The Banker, é o Plano Amazônia, desenvolvido com outras instituições financeiras e que tem o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável da região.

A iniciativa consiste na adoção de medidas construídas a partir de três frentes de atuação identificadas como prioritárias para a região: conservação ambiental e desenvolvimento da bioeconomia, investimento em infraestrutura sustentável e garantia dos direitos básicos da população da região amazônica.

Não é só. Atualmente, o Itaú Private Bank possui mais de 70 produtos ESG disponíveis nos mercados brasileiro e global. São várias classes de ativos, desde títulos corporativos a títulos sustentáveis.

As iniciativas destacadas acima contribuíram para que o Itaú Private Bank registrasse forte expansão tanto no âmbito doméstico quanto internacional.

O Itaú Private Bank alcançou o volume recorde de aproximadamente R$ 690 bilhões de recursos sob gestão, um crescimento de 15% em 2021. O banco atingiu uma participação de quase 30% no mercado nacional, consolidando assim a sua liderança no segmento, de acordo com ranking elaborado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Na operação offshore, conta com estruturas nos Estados Unidos (Miami), Suíça (Zurique), Chile (Santiago), Bahamas (Nassau) e Portugal (Lisboa).

Ampliar os investimentos em tecnologia, algo que ganhou intensidade durante a pandemia, também está no horizonte do banco. O objetivo, diz o Itaú, é sempre facilitar o dia a dia do cliente. A continuar nesse ritmo, novas premiações virão em 2022.

Para mais informações, clique aqui.

Leia também