Negócios

Prepare-se para perder tudo. O alerta do Reino Unido para quem investe em criptomoedas

Em documento divulgado nesta segunda-feira, a Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido ressaltou que quem investe nesse tipo de ativo deve estar preparado para perder todo o seu dinheiro e manifestou preocupações com questões como a volatilidade do preço e o marketing das empresas do setor

 

Nos últimos dias, a cotação das criptomoedas tem registrado alta volatilidade. Depois de fechar 2020 com alta acumulada de 305% e de alcançar sua alta histórica na semana passada, de US$ 41,9 mil, o bitcoin, por exemplo, opera em forte queda nesta manhã, a US$ 32 mil, por volta das 11h20.

No mercado, esse cenário tem se traduzido em uma mescla de euforia e de preocupação quanto a esses ativos. E essa última corrente foi reforçada nesta segunda-feira com uma manifestação da Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido (FCA, na sigla em inglês).

Em comunicado, a FCA alertou que investir em criptomoedas ou em investimentos e empréstimos vinculados a esses ativos envolve riscos elevados. E ressaltou: “Se os consumidores investirem nesses tipos de produtos, eles devem estar preparados para perderem todo o seu dinheiro”.

No posicionamento, a FCA também destaca que os investidores devem ser cautelosos se forem contatados do nada, pressionados a investir rapidamente ou caso “os retornos prometidos parecerem bons demais para ser verdade.”

O órgão frisa que, desde o domingo, 10 de janeiro, todas as empresas que operam com criptomoedas no Reino Unido devem ser registradas na FCA, em linha com a regulamentação de combate à lavagem de dinheiro. E acrescenta que operar sem esse registro é crime.

Entre outros pontos de preocupação, a FCA lista questões como a volatilidade do preço, a complexidade do produto, a ausência de proteções ao investidor em muitos dos casos e o fato de que muitas dessas empresas podem subestimar os retornos e riscos envolvidos em suas ações de marketing.

“Como acontece em todos os investimentos especulativos de alto risco, os consumidores devem se certificar de que entendem em que estão investindo, os riscos associados ao investimento e todas as proteções regulatórias aplicáveis.”, escreveu o órgão.

As declarações da FCA vêm à tona em um dia de recuo intenso desses ativos. Levando-se em conta todas as opções, as criptomoedas perderam aproximadamente US$ 170 bilhões do seu valor total de mercado nesta segunda-feira.

O órgão regulador britânico não é o único a manifestar suas preocupações quanto a esses ativos. Na semana passada, o Bank of America divulgou uma nota classificando o bitcoin como a “mãe de todas as bolhas”.

No relatório, os analistas do banco apresentaram um gráfico que mostra como a valorização exponencial da moeda virtual se compara a outras bolhas do mercado, como as empresas pontocom, no fim do anos 1990, e a bolha imobiliária dos Estados Unidos, em meados da década de 2000.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

Newsletter

Receba notícias do NeoFeed no seu e-mail

 
Li, compreendi e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade
do site.

UM CONTEÚDO:

BRAND STORIES

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO

Newsletter

Receba notícias do NeoFeed no seu e-mail

 
Li, compreendi e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade
do site.