CI&T protocola pedido de IPO nos EUA. Conheça cinco dados do prospecto

A companhia de tecnologia confirmou que vai abrir o capital nos EUA. O prospecto mostra que CI&T é lucrativa, tem mais de 90% de sua receita vinda dos Estados Unidos e do Brasil e alta dependência de poucos clientes

0
542
Leia em 3 min

Sede da CI&T em Campinas, no interior de São Paulo

A companhia de tecnologia CI&T tornou público seu pedido de abertura de capital nos Estados Unidos. O prospecto foi publicado na Securities and Exchange Commission (SEC) e permite, agora, conhecer os dados da empresa.

Em setembro deste ano, o NeoFeed publicou com exclusividade que a CT&T havia protocolado confidencialmente o seu pedido de IPO, cujo objetivo é levantar ao menos US$ 200 milhões na Nasdaq.

Os recursos, segundo apurou o NeoFeed, serão usados para financiar a expansão internacional e M&As. A ideia é conseguir tocar o sino da Nasdaq em novembro, se tudo ocorrer conforme o planejado.

No fim de junho deste ano, a CI&T comprou a Dextra, em uma transação 100% em dinheiro, que foi considerada no mercado como uma forma de encorpar os números da companhia antes da abertura de capital. O prospecto traz dados pro forma das duas operações combinadas.

A CI&T, que tem como acionista de referência o fundo de private equity Advent, dono de uma fatia de 30% da companhia, é lucrativa, tem mais de 90% de sua receita vinda dos Estados Unidos e do Brasil, mas os 10 maiores clientes representam mais de 70% de suas receitas nos seis primeiros meses de 2021.

O NeoFeed selecionou alguns dados do prospecto. Confira:

1) Lucro
Nos seis primeiros meses deste ano, a companhia que tem sede em Campinas e foi fundada por Cesar Gon, em 1995, teve um resultado positivo de US$ 17,4 milhões, considerando a Dextra. No passado, o lucro foi de US$ 24,4 milhões.

2) Receita
A receita da CI&T foi de US$ 149,8 milhões no primeiro semestre de 2021. No ano passado, somou US$ 232 milhões. Os dados incluem a Dextra.

3) Principais verticais de negócios

As duas áreas mais importantes são a indústria financeira e a de alimentos e bebidas. A primeira representou 34% da receita nos seis primeiros meses de 2021. Já a segunda, 28%. Ambas aumentaram suas participações no mix em comparação a 2020.

4) Dependência de poucos clientes

O maior cliente da CI&T representa 24% da receita da companhia nos seis primeiros meses de 2021 (US$ 29,2 milhões), um crescimento de seis pontos percentuais em relação aos dados de 2020. Os 10 maiores clientes eram responsáveis por 73% da receita da empresa no primeiro semestre, um avanço de nove pontos percentuais em comparação a 2020.

5) Internacionalização

A CI&T é considerada uma empresa internacionalizada com presença em todos os continentes e atuação em países como China, Japão, Estados Unidos, Austrália, Canadá, Inglaterra e Portugal. Mas os dados mostram que Estados Unidos e Brasil representam boa parte da receita da companhia.

Nos seis primeiros deste ano, as receitas dos EUA representaram 49%. As do Brasil, 45%. Somados, os dois países tem quase a totalidade do faturamento da empresa, com 94%. Em 2020, o percentual era de 92%.

Leia também

Brand Stories