Prosus, sócia do iFood, vai vender sua fatia bilionária na Tencent

A Prosus, que tem no portfólio empresas como Movile e iFood, anuncia a venda de participação na chinesa Tencent, da qual é a maior acionista, com uma fatia de quase 30%, para financiar um programa de recompra de suas ações

0
0
Leia em 2 min

A Tencent está avaliada em US$ 454 bilhões

Em abril de 2021, a Prosus, grupo que reúne os investimentos internacionais do fundo sul-americano Naspers, embolsou US$ 14,6 bilhões ao vender parte de suas ações na Tencent, gigante chinesa dona de negócios como o WeChat.

Na época, a transação foi acompanhada de um compromisso por parte da Prosus de que novas operações nessa direção não seriam realizadas até 2024. Entretanto, passado pouco mais de um ano, a empresa está descumprindo sua “promessa”.

Nesta segunda-feira, 27 de junho, a companhia com sede na Holanda informou em comunicado que planeja vender sua participação na Tencent, avaliada em cerca de US$ 134 bilhões. A empresa não revelou qual o percentual exato envolvido nas operaçõea a serem realizadas. Atualmente, a Prosus detém uma fatia de 28,9% no grupo chinês, do qual ainda é a maior acionista.

O anúncio veio na esteira da divulgação de um programa de recompra de ações da Prosus e da sua controladora Naspers, que, segundo o grupo, será financiado justamente por “uma venda ordenada” no mercado de capitais das ações da Tencent.

“Esperamos que o programa aumente significativamente os valores dos ativos líquidos por ação para a Prosus e a Naspers”, disse, em nota, Bob van Dijk, CEO da Prosus e da Naspers. “Ele também irá reequilibrar nossa base de ativos de rápido crescimento, além da Tencent.”

À parte da gigante chinesa, o portfólio da Prosus tem mais de 80 empresas e inclui operações como o aplicativo alemão de entrega de comidas Delivery Hero, a plataforma americana de ensino online Udemy e as brasileiras Movile, iFood e Creditas.

No comunicado, a Prosus observou que a venda das ações terá início imediato e será feita em pacotes de 3% a 5% dos volumes diários de negociação do papel. Da mesma forma, a recompra das ações do grupo e da Naspers será realizada dentro dos limites regulatórios europeus.

Na mesma nota, a empresa informou ainda que captou cerca de US$ 3,67 bilhões com a venda da participação que detinha na também chinesa JD.com, varejista virtual e principal concorrente do Alibaba no país.

Com essas medidas, as ações da Prosus fecharam o pregão desta segunda-feira na Bolsa de Amsterdã cotadas a € 61,41, o que representou uma alta de 15,72%. A companhia está avaliada em € 192,6 bilhões. Já os papéis da Tencent, avaliada em US$ 454,6 bilhões, fecharam o dia em queda de 3,92%.

Leia também

Brand Stories