Notre Dame investe em startup que usa inteligência artificial nos prontos-socorros

Ao liderar uma rodada de R$ 10 milhões, o grupo de saúde anunciou a compra de uma fatia de 9,29% na NeuralMed, startup brasileira dona de uma plataforma que aplica a inteligência artificial para realizar análises prévias em exames e reduzir as filas em hospitais

0
421
Leia em 3 min

Nos últimos meses, o setor de saúde no Brasil tem sido palco de uma intensa movimentação em aquisições, especialmente com a compra de empresas e grupos regionais por parte dos grandes players. Essa busca não está restrita, no entanto, a ativos mais tradicionais.

É o que mostra um novo negócio anunciado na manhã desta segunda-feira, 16 de agosto, pela Notre Dame Intermédica. O grupo acaba de comunicar ao mercado um investimento para adquirir uma fatia de 9,29%, na NeuralMed.

Por meio de sua subsidiária BCBC Participações, a Notre Dame está liderando um aporte de R$ 10 milhões na startup. A rodada tem ainda participação dos fundos Alexia Ventures, Norte Ventures e MG Tech, que já investiam na operação.

Em março deste ano, a NeuralMed já tinha captado R$ 3,2 milhões, em investimento liderado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Antes, a startup havia levantado pouco mais de R$ 2 milhões com investidores-anjo.

“A NeuralMed possui tecnologias que serão de grande valia no dia a dia da companhia”, afirmou, em nota, Irlau Machado Filho, CEO do grupo Notre Dame Intermédica.

Fundada em 2018, por Anthony Eigier e André Castilla, a NeuralMed usa inteligência artificial para agilizar e tornar mais eficiente o atendimento em prontos-socorros, hospitais e demais instituições de saúde.

“O fechamento dessa rodada de investimentos confirma que, mais do que atingir todas as metas, as superamos”, disse, também em nota, Eigier, que também atua como CEO da NeuralMed. “Mostra que chegamos para mudar definitivamente a forma de aliar tecnologia e saúde, primeiro no Brasil e depois no mundo todo.”

Em comunicado, a Notre Dame também destacou que as soluções da empresa auxiliam médicos e equipes de saúde na tomada de decisões, reduzindo custos e aumentando a qualidade assistencial.

“Suas ferramentas de Inteligência Artificial analisam exames de imagem, laudos e prontuários médicos eletrônicos em tempo real, promovendo eficiência à gestão da jornada do paciente através de ferramentas de triagem, previsão de procedimentos de alta complexidade e alto custo, auditoria de protocolos médicos e coordenação de saúde populacional”, ressaltou a empresa.

Em seu modelo, a NeuralMed desenvolve e “treina” algoritmos que fazem uma análise prévia de exames, em questão de segundos. A partir dessa primeira avaliação, as instituições conseguem definir uma ordem de prioridade nos atendimentos, de acordo com a urgência de cada caso.

Ao mesmo tempo, essa análise também serve como apoio para que os médicos estabeleçam diagnósticos mais precisos. Com esse formato, a NeuralMed atende instituições particulares e públicas, como o Hospital Estadual da Vila Alpina, na zona leste de São Paulo.

Além da atuação no mercado brasileiro, a empresa também tem planos de internacionalização. A startup já entrou com um processo para obter a autorização da Food and Drug Administration (FDA), agência americana equivalente à Anvisa.

Leia também

Brand Stories