EXPERTSHUMANAMENTE POSSÍVEL

Quer ser protagonista? Faça acontecer

Não importa o que você faz, qual o seu trabalho, menos ainda o seu cargo, vá lá e faça mais do que o esperado. Toda carreira bem-sucedida e sustentável é baseada em constantes realizações, sempre melhor do que o esperado, feita por proativos

 

Como diz uma velha canção em que um pai fala para o filho sobre o futuro, você pode estar aqui, mas seus sonhos talvez não. Por isso, há os que dizem, você tem todo o direito de ter os mais lindos sonhos, mas acorde e vá realizá-los. Ou então, em vez de ser um sonho impossível, será um sonho apenas sonhado.

Há também aquela famosa frase de Jean Cocteau, “não sabendo que era impossível, foi lá e fez.” No final, só há três lugares no pódio e todos são ocupados por gente que faz acontecer. Essa é sem dúvida a mais valorosa característica de um líder, capacidade de executar, fazer acontecer.

O primeiro pressuposto é que não existe entrega para os solitários. Nem mesmo nos esportes individuais se ganha sozinho. Todos os grandes atletas, no auge do sucesso, reconhecem e dividem suas glórias com sua equipe. Execução é algo coletivo, sempre. A motivação pode ser individual, mas o acontecer é trabalho de grupo.

Realmente tudo começa pela motivação, às vezes um sonho, outras um puro desafio, quem sabe uma busca de recompensa, uma prova de capacidade, não importa o motivo, ele não vale sem a ação.

O planejamento é essencial, em qualquer circunstância, sem dúvida. Quem executa sem planejar, executa de novo, simples assim. E executar de novo é perda de tempo, de dinheiro e de motivação. Qualquer bom carpinteiro segue a regra, medir duas vezes para cortar apenas uma. Mas plano bom é aquele que dá certo, e, para dar certo, precisa de alguém que faça acontecer.

Temos o sonho, transformamos em motivação, planejamos… Vamos à luta, hora de executar, aqui entram os maiores líderes.

Para começar, resiliência e coragem, como nos ensinou John Wooden (1910 – 2010), considerado o maior treinador de basquete universitário dos EUA. “O sucesso nunca é final; a derrota nunca é fatal. O que importa é a coragem.”

“O sucesso nunca é final; a derrota nunca é fatal. O que importa é a coragem”, dizia John Wooden

Coragem para começar, coragem para testar, coragem para errar e coragem para corrigir. Lembrando que na sua origem coragem não é ausência de medo, antes disso, é a força interior, pois vem do latim coraticum, que num entendimento simplificado pode ser algo como agir com o coração.

Outra condição fundamental para a execução é a garra, usando um ditado popular, é colocar o coração na ponta das chuteiras. No final, a garra é um extraordinário diferencial competitivo.

Talvez você não precise de garra para superar outros, mas você sempre vai precisar dela para se superar, e isso é o que mais importa em qualquer pessoa que faz acontecer, superar a si próprio sempre e consistentemente.

Agora entra o foco. Lembre que energia, dinheiro e tempo são sempre limitados. Angela Duckworth nos diz que toda pessoa bem-sucedida decide o que vai fazer em parte ao decidir o que não vai fazer.

Angela Duckworth nos diz que toda pessoa bem-sucedida decide o que vai fazer em parte ao decidir o que não vai fazer

E a glória chega mesmo é para os que fazem, os que transformaram sonhos, motivos e planos em ação. Pensem nos grandes atletas, artistas, executivos, estadistas, generais, todos são lembrados pelo que executaram.

Não importa o que você faz, qual o seu trabalho, menos ainda o seu cargo, vá lá e faça mais do que o esperado. Toda carreira bem-sucedida e sustentável é baseada em constantes realizações, sempre melhor do que o esperado, feita por proativos. Quer ser protagonista? Faça acontecer!

Por fim, não há idade, não há ocasião, sempre é possível. Já disse antes, se você está vivo, ainda dá tempo. Vamos encerrar com quem foi um dos maiores exemplos da humanidade, aquela que vai ser sempre lembrada por ter feito acontecer, Madre Teresa de Calcutá: “Tem sempre presente que a pele se enruga, que o cabelo se torna branco, que os dias se convertem em anos, mas o mais importante não muda: tua força interior.”

*Leonel Andrade é CEO da CVC Corp e foi CEO da Smiles, Credicard e Losango Financeira. Ele também é membro do Conselho de Administração da BR Distribuidora e da Lojas Marisa. Além disso, faz palestras sobre gestão de pessoas e negócios.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO