Bill Gates destina mais US$ 20 bilhões para seu fundo de filantropia

Dinheiro vai reforçar o caixa do fundo de endowment da Bill & Melinda Gates Foundation, que agora soma algo próximo de US$ 50 bilhões

0
0
Leia em 3 min

Bill e Melinda Gates

Bill Gates deu sequência ao seu plano de doar toda a sua riqueza para projetos filantrópicos. Nesta quarta-feira, 13 de julho, o fundador da Microsoft anunciou que está transferindo US$ 20 bilhões de seu próprio patrimônio para a Bill & Melinda Gates Foundation.

O dinheiro será utilizado para reforçar o fundo de endowment da fundação, que agora se aproxima de US$ 50 bilhões. “Ao olhar para o futuro, meu plano é dar toda a minha riqueza para a fundação, além do que gasto comigo e com minha família”, escreveu Gates em um post de blog da fundação.

Este aumento no fundo já estava sendo previsto há meses. Segundo a Bill & Melinda Gates Foundation, a ideia era reforçar o payout anual em 50% em relação aos níveis pré-pandemia, para cerca de US$ 9 bilhões por ano até 2026. Até 2019, o valor era de US$ 6 bilhões por ano.

De acordo com o The Wall Street Journal, as medidas foram tomadas visando possíveis mudanças nos planos do bilionário Warren Buffett, do Berkshire Hathaway, que contribuiu com quase metade do fundo desde a fundação. De acordo com o jornal, Buffet passaria a direcionar dinheiro para uma fundação de sua própria família.

Fundos de endowment são conhecidos no Brasil como fundos patrimoniais e funcionam de forma diferente dos fundos de investimento tradicionais. O dinheiro em caixa não é diretamente investido nas operações, apenas o rendimento financeiro deste capital, que está aplicado em produtos financeiros.

Quanto mais dinheiro um fundo de endowment tiver, maior será o capital gerado pelos juros das aplicações, o que resulta em mais dinheiro para realizar doações para diferentes causas, principalmente em áreas como saúde, ciência, sustentabilidade e educação

Buffett, que também prometeu doar a maior parte de sua fortuna, faz doações anuais para a Bill & Melinda Gates Foundation desde 2006. Em junho deste ano, ele doou US$ 3 bilhões em ações da Berkshire Hathaway para a fundação.

“Os conselhos e o pensamento de Warren influenciaram a fundação de maneira profunda, mesmo antes de ele fazer qualquer doação”, escreveu Gates. “Warren, nunca consigo expressar adequadamente o quanto aprecio sua amizade e orientação, bem como sua generosidade.”

Sobre o uso do dinheiro, Mark Suzman, CEO da Bill & Melinda Gates Foundation, afirmou no blog oficial da organização que o apoio continuará sendo distribuído para áreas como saúde, igualdade de gênero, agricultura, inclusão financeira e educação.

Com patrimônios de US$ 122,4 bilhões e US$ 96,8 bilhões respectivamente, segundo dados da Fortune, Gates e Buffett não estão sozinhos entre os bilionários que já prometeram doar toda ou a maior parte de sua fortuna para caridade. Mark Zuckerberg, do Facebook, e David Vélez, do Nubank, também já fizeram o mesmo voto.

Leia também

Brand Stories