Newsletter

Receba notícias do NeoFeed no seu e-mail

 
Li, compreendi e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade
do site.
 
 

Startups

O jeito de investir da Iporanga Ventures

O novo fundo de US$ 50 milhões, a descoberta do unicórnio Loggi, os investimentos na Olist e na QueroEducação e a crise do WeWork. Assista à entrevista de Leonardo Teixeira, sócio da Iporanga Ventures, no programa Café com Investidor

 

Bloco 1 – O sócio da Iporanga Ventures, Leonardo Teixeira, fala de seu novo fundo de US$ 50 milhões para investir em startups brasileiras em estágio inicial

Bloco 2 – Leonardo Teixeira explica como escolhe as startups usando o framework 5T: times, tamanho do mercado, tecnologia, tempo e tese

Bloco 3 – Saiba por que a Iporanga Ventures investiu na Loggi, na Olist e na QueroEducação

Bloco 4 – O fracasso da abertura de capital do WeWork trouxe questionamentos à indústria de venture capital. Leonardo Teixeira analisa ainda o momento do setor e comenta a evolução do empreendedorismo no Brasil

Bloco 5 – Leonardo Teixeira conta sua trajetória no mercado financeiro, fala sobre seus investimentos como anjo e de como chegou para montar o novo fundo de US$ 50 milhões da Iporanga Ventures

Assista também:
– Por que grandes empresas, como a Microsoft, investem em startups 
– Romero Rodrigues, do Redpoint eventures: de empreendedor a descobridor de startus
– e.Bricks Ventures: ele deixou a Apple para investir em startups no Brasil
– 500 Startups: o fundo que investe em uma empresa a cada dois dias
– Bossa Nova: o fundo que pretende investir em mil startups até 2020
– Mindset Ventures: o fundo brasileiro que só investe nos EUA e em Israel
– A Techtools Ventures só pensa em investir em health techs
– Ipanema Ventures e o incrível retorno de 147 vezes sobre um investimento
– Rodrigo Borges, da Domo Invest, tem R$ 200 milhões para investir em startups

Ouça também o podcast do Café com Investidor

Leia também

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO