EXPERTSHUMANAMENTE POSSÍVEL

Problemas são um teste para sua estabilidade

Nenhum problema nasce grande e não há desafio que não possa ser decomposto em pequenas etapas de execução. Mas o primeiro comportamento essencial da liderança é a estabilidade

 

Na gestão, assim como na vida, muitas vezes cometemos o erro de valorizar o tamanho dos desafios, transformando problemas em grandes montanhas quase intransponíveis. Na verdade, nenhum problema nasce grande e não há desafio que não possa ser decomposto em pequenas etapas de execução.

Antes de mais nada precisamos refletir sobre nossa proatividade. Já escrevi sobre isso (Leia “Proatividade não é correria”), mas vale lembrar que, diante de um problema, quanto maior a influência rápida, menor a preocupação, reforçando que nenhum problema nasce grande. Agir rápido é essencial, mas nunca de forma atabalhoada, sem o mínimo de planejamento, já que quem não planeja faz duas vezes. Ou não faz.

Eu gosto muito de uma frase, de brincadeira, do Millôr Fernandes (1923-2012) em que ele fala que não há problema tão grande que não caiba no dia seguinte. Lógico que não é bem assim, mas talvez seja o caso de mudar um pouco e reescrever que não há problema tão grande que não possa ser encarado nos dias seguintes. Creio que não há nenhuma tarefa tão difícil que não possa ser decomposta em pequenas tarefas mais fáceis.

Mas vamos lá. Realmente problemas existem e os líderes são pagos para resolvê-los. Daí que o primeiro comportamento essencial da liderança é a estabilidade, mais ainda quando se está sob pressão. Aliás, é nessa hora que se distingue a capacidade de gerenciar.

De acordo com o jogador e treinador de basquete americano John Wooden (1910-2010), “o líder forte aceita a culpa e dá o crédito, enquanto o líder fraco atribui a culpa e aceita o crédito.” Insisto, o primeiro mandamento fundamental da liderança é a estabilidade emocional!

A estabilidade nos ajuda, em primeiro lugar, a diferenciar claramente problemas, probleminhas, contratempos ou criações da nossa cabeça. Nessa hora, podemos ter a ajuda do psicólogo californiano Richard Carlson (1912-1977), que recomenda que façamos sempre a seguinte pergunta: “Isso vai ter alguma importância daqui a um ano?” Faz todo sentido, certo? Quantas vezes ficamos sem dormir por um problema que não existia?

Aliás, mais uma reflexão importante. Quantas vezes os líderes não estão achando e comprando solução para os problemas que não têm? É  engraçado, mas real. Com alguma frequência, estamos investindo em soluções para problemas que não existem, perdendo tempo com saídas vendidas para um sonho ou futuro que não é nosso.

A estabilidade nos ajuda, em primeiro lugar, a diferenciar claramente problemas, probleminhas, contratempos ou criações da nossa cabeça

Nada disso invalida o fato de que existem problemas. Muitos. E cabe a você resolvê-los. Estude-os, cerque-se das pessoa certas e vá em busca das soluções. Tenha estabilidade e calma, uma longa caminhada não começa com o primeiro passo, ela começa com a primeira respiração. Não tenha pressa, mas tenha foco.

E fé, pois aqueles que não acreditam na solução, nunca a encontram.

E confiança, afinal você já sobreviveu a 100% dos seus piores dias, não é mesmo? Nada é impossível acrescentando o mais nobre dos sentimentos e Madre Teresa nos lembra isso com essas sábias palavras: “Não existem coisas grandes, apenas coisas pequenas feitas com amor.”

E otimismo. Hakuna Matata!!

*Leonel Andrade é CEO da CVC Corp e foi CEO da Smiles, Credicard e Losango Financeira. Ele também é membro do Conselho de Administração da BR Distribuidora e da Lojas Marisa. Além disso, faz palestras sobre gestão de pessoas e negócios.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO