Warren Buffett ganha quase US$ 10 bilhões em um dia com ações da Apple

A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, é dona de 5% da Apple, que viu suas ações dispararem por conta do bom resultado do quarto trimestre

0
424
Leia em 3 min

O investidor Warren Buffett

Por muitos anos, o investidor Warren Buffett evitou o setor de tecnologia, preferindo apostar em segmentos tradicionais, como companhias aéreas, bancos, alimentação e bebida.

Empresas como Coca-Cola, Kraft Heinz, Bank of America, Mastercard e Visa fazem parte do portfólio de Buffett. E são garantia contra tempos ruins. Mas, nos últimos tempos, o Oráculo de Omaha, como é conhecido Buffett, começou a investir também em empresas de tecnologia.

Nesta sexta-feira, 28 de janeiro, apenas uma ação do portfólio de Buffett trouxe um retorno de quase US$ 10 bilhões. É a Apple, que divulgou um resultado acima das expectativas e viu seus papéis quase 7% na Nasdaq.

A Berkshire Hathaway, de Buffett, é dona de uma fatia de 5% da Apple, empresa na qual começou a investir em 2016. Esse pequeno pedaço da maçã vale hoje US$ 135 bilhões, mais do que o valor de toda a Petrobras, avaliada em US$ 87,2 bilhões, a empresa mais valiosa do Brasil.

A Apple divulgou um forte crescimento de vendas no seu quarto trimestre, atingindo um faturamento de US$ 124 bilhões. Além disso, a companhia comandada por Tim Cook teve expansão em quase todas as linhas de produto, exceto para o iPad. O resultado agradou os investidores e fez a ação da companhia, que vale US$ 2,7 trilhões, disparar.

Atualmente, a gestora de Buffett tem participação em várias empresas de tecnologia. Uma delas é a Amazon, de Jeff Bezos. Além disso, a Berkshire Hathaway tem participado de aberturas de capital de companhias tech.

A Berkshire Hathaway foi, por exemplo, a âncora do IPO da Snowflake, um banco de dados online que abriu capital em setembro de 2020, e investiu no banco digital brasileiro Nubank quando ele era privado, “dobrando” a aposta na abertura de capital no fim de 2021.

Se a Apple dá alegria para Buffett, o setor de tecnologia não passa pelos seu melhor momento na bolsa de valores. Ao contrário. As ações das principais empresas estão perdendo valor neste começo de ano e impactando na fortuna dos bilionários do Vale do Silício.

Tanto que Buffett ultrapassou Mark Zuckerberg, fundador da Meta (ex-Facebook), tornando-se a sexta pessoa mais rica do planeta, segundo a Bloomberg. Nesta semana, os bilionários do Vale do Silício perderam US$ 50 bilhões de suas fortunas.

Nem mesmo a ação da Apple passou imune a queda dos papéis do setor de tecnologia. Neste ano, elas caem 4%. No começo de janeiro, a companhia chegou a atingir um valor de mercado de US$ 3 trilhões. O bom resultado do quarto trimestre parece ter voltado a animar os investidores.

Outro dado que mostra que vale a pena diversificar, e não só apostar em um setor, é o fato de que a Berkshire Hathaway superou o desempenho do fundo Ark Innovation ETF, de Cathie Wood, uma das sensações durante o auge da pandemia por investir em ações de tecnologia.

As ações da Berkshire subiram 35% desde o início de 2020, superando o desempenho do fundo de Wood em quatro pontos percentuais. Em janeiro, o fundo Ark Innovation ETF perdeu 32%. Enquanto isso, as ações da Berkshire subiram 2% este mês, já que a perspectiva de taxas de juros mais altas estimulou os investidores a fazer apostas mais seguras.

Leia também

Brand Stories