A Apple avisa: este aplicativo coleta as seguintes informações sobre você

A Apple começou a exigir que os desenvolvedores informem quais dados pretendem coletar do usuário e para qual finalidade. Essa é uma área crítica para o setor de tecnologia e na qual a maioria das empresas enfrenta problemas. Inclusive a Apple

0
39
Leia em 3 min

Aplicativos terão de informar que dados coletam dos usuários

Assim como é possível saber as informações nutricionais de um alimento pelo rótulo, a Apple criou um selo que permite ao usuário monitorar quais de seus dados são coletados por aplicativos de terceiros.

Em vigor desde segunda-feira, 14 de dezembro, a companhia comandada por Tim Cook vai colocar cinco tipos de “etiquetas” na App Store, a sua loja de aplicativos. Os selos serão exibidos logo abaixo de botão de “download”.

Um deles indica que os desenvolvedores em questão podem vincular os dados do usuário coletados pelo aplicativo a informações conseguidas fora dele, como em outros apps ou sites. Geralmente, essas informações são usadas para veicular anúncios direcionados ou para medir a eficácia da publicidade.

Outra etiqueta aponta que os desenvolvedores coletam informações que estão vinculadas ao seu dispositivo, conta ou identidade. A terceira etiqueta informa que os desenvolvedores podem coletar dados, mas que não vincularão as informações à sua conta ou identidade.

A quarta etiqueta será aplicada aos apps que não coletam nenhum tipo de dados. A última delas é destinada aos aplicativos que não fornecem informações. Este selo será aplicado aos desenvolvedores que ainda não atualizaram os aplicativos desde que a medida foi posta em prática.

Nem todo mundo está vendo com bons olhos essa mudança. O aplicativo de mensagens WhatsApp, do Facebook, por exemplo, publicou em seu blog que o selo de privacidade da Apple não descreve com precisão como os dados são explorados pelos desenvolvedores.

A empresa liderada por Tim Cook afirma que sua intenção com o selo é prover às pessoas os detalhes que precisam para fazer escolhas confortáveis e seguras quanto aos aplicativos que usam diariamente.

“A Apple acredita que seus usuários merecem estar cientes e no controle dos dados”, disse Craig Federighi, vice-presidente de software da Apple, em entrevista à rede americana CNBC.

Os aplicativos desenvolvidos pela Apple também estão sujeitos às mesmas regras, e todos eles serão “rotulados” na App Store. Já os aplicativos que são instalados em iPhones de fábrica, como o Messages, terão esses selos publicados no site da Apple.

A nova regra toca em uma área sensível do setor de tecnologia. Recentemente, o Federal Trade Commission (FTC) exigiu que nove grandes empresas, como Google, Facebook, Snapchat e TikTok, abram o jogo de suas práticas de coletas de dados.

A própria Apple respondeu, em 2019, um processo nos Estados Unidos que a acusava de violação de privacidade por permitir que a assistente de voz Siri gravasse seus usuários sem consentimento. Em consequência dessa ação judicial, a Apple suspendeu o programa de aprimoramento da ferramenta.

Este ano, a empresa da maçã deve comparecer diante de júris na Espanha e na Alemanha para se defender contra queixas de monitoramento indevido de usuários de iPhone. O processo diz que a Apple coletava e revendia para fins publicitários certos dados, como geolocalização.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também