Com iPhone de baixo custo, Apple pode valer mais de US$ 3 trilhões

Para o J.P. Morgan, o novo aparelho, previsto para o início de 2022, pode adicionar 30 milhões de unidades às vendas anuais do iPhone e ser o impulso final para mais uma marca trilionária da empresa

0
305
Leia em 3 min

A Apple já está avaliada em US$ 2,9 trilhões

Entre outras marcas, a Apple é bastante conhecida por sua oferta de produtos com preços bem mais salgados que a concorrência. Curiosamente, é no lançamento de uma nova versão de baixo custo do iPhone que a empresa deve encontrar o impulso final para superar a marca de U$ 3 trilhões em valor de mercado.

Esse é um dos destaques de um novo relatório sobre a companhia publicado nesta segunda-feira, 13 de dezembro, pelos analistas do J.P. Morgan. O banco elevou o preço-alvo da ação para US$ 210, uma valorização de 17% sobre o pregão da última sexta-feira, quando o papel fechou o dia cotado a US$ 179,45.

“Nós acreditamos que haja mais upgrades ainda por vir com o iPhone SE com capacidade 5G”, escreveram os analistas do J.P. Morgan. A expectativa é que a Apple, avaliada em US$ 2,9 trilhões, promova o lançamento do modelo em questão no início de 2022 e aposte em um preço inferior a US$ 500.

Os analistas do J.P. Morgan afirmam que o modelo tem potencial para atrair parte dos donos de iPhones mais antigos, além de uma base instalada de usuários de aparelhos com sistema operacional Android, intermediários e de entrada.

O banco estima que existam mais de 300 milhões de usuários de iPhones que precisam atualizar seus dispositivos e outros 1,4 bilhão de donos de aparelhos Android que se encaixariam nessa demanda.

Os analistas projetam que a Apple pode vender mais de 30 milhões de unidades do iPhone SE, em 2022, e superar 250 milhões de iPhones, seu carro-chefe, comercializados no ano.

Para o J.P. Morgan, caso o produto chegue, de fato, ao mercado no começo do 2022, a empresa da maçã vai ampliar as expectativas dos investidores sobre outros lançamentos do seu portfólio ano, dado que, até então, a perspectiva era de que esse ciclo inicial fosse mais fraco.

O primeiro iPhone SE foi lançado no início de 2016. Mas chamou pouca atenção dos investidores em virtude de suas raras atualizações. Em 2020, a Apple apresentou ao mercado uma nova versão do aparelho, porém, ainda sem capacidade 5G.

“Esperamos que a Apple atualize o iPhone SE com conectividade 5G no 1S22 e também faça uma atualização anual frequente no futuro, levando ainda mais longe sua estratégia já demonstrada de abranger uma gama mais ampla de faixas de preços”, acrescentaram os analistas.

Por volta das 10h15, horário local, as ações da Apple estavam sendo negociadas a US$ 181,71, alta de 1,26%. Segundo o site americano Business Insider, para superar os US$ 3 trilhões em valor de mercado, o papel deve bater a marca de US$ 182,85.

Leia também

Brand Stories