Inovação

Apoio

Carro conectado: mais um round na briga das operadoras de telefonia no Brasil

A TIM e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) anunciaram parceria para levar conectividade a todos os veículos do grupo ítalo-americano a partir de 2021. Serviço começa com parcerias com McDonald’s e Visa. Empresas como Claro, Algar e Vivo também querem uma fatia desse mercado

 

As vendas globais de dados de carros conectados pode ser superior a US$ 1 bilhão até 2023, segundo estimativas do Gartner

A TIM e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) anunciaram uma parceria para levar conectividade a todos os veículos do grupo ítalo-americano a partir de 2021.

O acordo, divulgado nesta quarta-feira, 28 de outubro, envolve as marcas Fiat, Jeep e Ram, que passarão a contar com um eSIM, chip virtual para acesso a Wi-Fi nativo a bordo da TIM.

A conectividade permitirá a comunicação ativa e em tempo real do carro com o usuário, com a FCA e com a rede de concessionárias. Empresas como Visa e McDonald’s são alguns dos parceiros. As duas companhias, porém, não forneceram detalhes dos serviços embarcados nessa plataforma de conectividade.

A FCA informou apenas que seus clientes terão uma variedade de serviços, desde conteúdos de entretenimento e segurança, até aplicativos que interagem com o veículo. A ideia é buscar diversos parceiros que possam se integrar à plataforma. Informações sobre o modelo de negócios, franquia de dados e preços não foram divulgados.

“Cerca de 30 novos features estarão ligados ao sistema que estará de olho até mesmo no momento de acionar o serviço de emergência ao condutor”, afirmou André Ferreira, CIO da FCA para a América Latina.

A parceria da TIM com a FCA mostra que cada vez mais os dois mundos vão convergir para aumentar a conectividade dos carros. E a razão é bem simples: as vendas globais de dados de carros conectados pode ser superior a US$ 1 bilhão até 2023, segundo estimativas da consultoria americana Gartner.

Por esse motivo, todo mundo quer um lugar ao sol, ou melhor, ao volante desse mercado. A GM, desde o ano passado, conta com carros com Wi-Fi nativo em parceria com a operadora Claro. O primeiro modelo com o serviço foi o Cruze. O segundo foi o Onix. Assim como a FCA e a TIM, os veículos vêm com um eSIM instalado.

A Vivo, no ano passado, lançou o Vivo Car, um dispositivo que conecta um carro convencional à internet e permite verificar informações sobre o veículo através de um aplicativo no smartphone. Além disso, o automóvel passa a ser um hotspot de Wi-Fi.

A Volkswagen, em abril deste ano, apresentou o VW Nivus, o seu primeiro veículo com uma loja de aplicativo, a VW Play Apps. Fazia parte da loja a rede de estacionamentos Estapar, a seguradora Porto Seguro e aplicativos como 12 Minutos, Ubook, iFood, Waze e Deezer.

Nesta semana, o grupo Algar lançou também um aplicativo chamado de Next Move Car, em parceria com a empresa Drive On, que transforma carros, caminhões ou motos em “máquinas inteligentes”. Com ele, é possível estabelecer uma série de controles, como alertas de velocidade, localização, consumo de combustível e até a necessidade de manutenção de peças.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

BRAND STORIES

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO