Insiders

Com US$ 137 bilhões em caixa, o “Oráculo” Buffett não vê oportunidades para investir

Durante a conferência anual de investidores da Berkshire Hathaway, Warren Buffett avisou para “nunca apostar contra a América”. Mas vendeu todas suas ações de companhias aéreas e não vê “nada interessante no momento para investir”

 

O megainvestidor Warren Buffett no encontro anual de investidores, que aconteceu pela primeira vez na internet

Para o investidor Warren Buffett, números e histórias andam lado a lado. E um não pode ser analisado sem o outro.

Antes de falar abertamente sobre o balanço do primeiro trimestre de 2020 da gestora de investimentos Berkshire Hathaway, que registrou prejuízo recorde, o megainvestidor dedicou quase duas horas de sua fala a contar um pouco da história dos Estados Unidos. 

O discurso do “Oráculo de Omaha”, como Buffett é conhecido, destacou o progresso e a resiliência de um país que “superou coisas piores” do que a atual crise do novo coronavírus, lembrando da paralisação das negociações na bolsa em 1914, da depressão de 1929 e até do ataque às Torres Gêmeas, em Nova York, em 2001. 

“Enfrentamos problemas mais difíceis e o milagre americano, a magia americana, sempre prevaleceu”, disse ele, durante o encontro anual de investidores da Berkshire Hathaway, que pela primeira vez não foi presencial, por conta da pandemia da Covid-19. “Continuo convencido que nada pode parar esse país. Nunca aposte contra a América.”

Apesar do otimismo de Bufffet, o megainvestidor revelou que vendeu todas as suas posições nas quatro principais empresas americanas do setor: American Airlines, United Airlines, Delta Airlines e Southwest. “Alguns mercados estão sendo afetados duramente por essa crise da Covid-19 e esse é um deles”, disse o magnata. 

A quantidade de dinheiro que a Berkshire Hathaway mantém em caixa, que já era grande, ficou ainda maior. Agora, ela conta com US$ 137,3 bilhões, quase US$ 10 bilhões a mais do que no final do ano passado. 

O motivo? Apesar da queda dos índices de ações de Nasdaq e Bolsa de Nova York (Nyse), Buffett disse que o caixa não foi utilizado porque não vê “nada interessante no momento”.

“Enfrentamos problemas mais difíceis e o milagre americano, a magia americana, sempre prevaleceu”, disse Buffett

Além disso, a Berkshire Hathaway teve um prejuízo recorde de US$ 49,7 bilhões entre janeiro e março de 2020. No mesmo período do ano passado, o lucro foi de US$ 21,6 bilhões. 

Buffett enfatizou que a única certeza que tem é que “em termos de mercado, tudo pode acontecer” e que por um tempo os ganhos da Berkshire Hathway serão menores. “Essa crise machucou muito nossos negócios, alguns mais outros menos.”

Vale salientar ainda que os ganhos operacionais da Berkshire Hathaway tiveram um pequeno crescimento de US$ 5,56 bilhões para US$ 5,87 bilhões. De acordo com Buffett, essa é a régua mais justa de avaliar o desempenho do grupo. 

Pela internet

Essa foi a primeira vez que Warren Buffett sediou sua conferência anual online. Até então, todos os balanços da Berkshire Hathaway eram comentados na cidade de Omaha, no estado americano de Nebraska, onde o bilionário, dono de uma fortuna de US$ 75,2 bilhões, vive.

No ano passado, o evento atraiu cerca de 30 mil pessoas à cidade, sendo que quase 20 mil estavam presentes para ver o investidor discursar. 

Por conta das medidas de distanciamento social, Buffett, que aos 89 anos está no grupo de risco da Covid-19, falou em um evento transmitido ao vivo pela internet. Estima-se que o prejuízo para a cidade de Omaha foi de US$ 21,3 milhões, por conta do cancelamento presencial do evento.

Numa mesa ao seu lado, mas com distanciamento seguro, estava Greg Abel. Vice-chairman de operações não relacionadas ao setor de seguros, Abel é apontado como provável sucessor de Buffett na liderança da Berkshire Hathaway. 

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO