Insiders

Disney, Salesforce e Apple pedem US$ 1 trilhão para recuperar economia dos EUA

Carta assinada por cerca de 100 dos mais poderosos empresários da  Califórnia, entre eles Tim Cook, da Apple, Marc Benioff, da Salesforce, e Bob Iger, da Disney, pede US$ 1 trilhão ao Congresso para estruturar a reabertura da economia de forma sustentável

 

Uma força-tarefa organizada pelo governador da Califórnia, Gavin Newsom, reuniu alguns dos maiores empresários do país para estruturar a reabertura da economia americana de forma sustentável. O preço disso? US$ 1 trilhão. 

Pelo menos essa é a cifra solicitada em carta endereçada ao Congresso americano. Assinam a nota cerca de 100 líderes, entre eles poderosos como Tim Cook, CEO da Apple; Priscilla Chan, esposa de Mark Zuckerberg e CEO da Chan Zuckerberg Initiative; Marc Benioff, cofundador da Salesforce; e Bob Iger, chairman da Disney

Na mensagem, o grupo diz que não está agindo por interesse comercial, mas cívico. “Somos líderes não-políticos de diferentes setores da economia e compartilhamos um único objetivo: proteger a saúde de 40 milhões de americano que chamam a Califórnia de casa e são alicerce para a recuperação econômica do Estado e do país”, diz um trecho da carta.  

Ainda de acordo com a carta, a Covid-19 mudou fundamentalmente a forma como cada um deve gerenciar suas empresas daqui para frente, salientando que “o pior impacto econômico ainda está por vir”.

É justamente pensando em estratégias para amenizar esse choque que o grupo solicita US$ 1 trilhão em isenção fiscal aos Estados. “Isso vai proteger serviços básicos, como saúde pública, segurança pública, educação pública e vai ajudar a gerar empregos. Esse fundo vai ajudar nossos Estados e cidades – e a economia americana – a sair dessa crise mais forte e mais resiliente.” 

A justificativa para o pedido se estende para abordar os efeitos colaterais da paralisação das atividades comerciais, que começaram em 19 de março na Califórnia, o primeiro Estado do país a decretar medidas de distanciamento social.

“Por conta da interrupção nas operações, muitos Estados serão obrigados a fazer cortes em programas assistenciais”, afirmam. De acordo com eles, sem a assistência federal, será impossível manter intacto projetos de creches, treinamento de mão de obra e incentivo a pequenos comerciantes. 

A carta tem como destinatária a representante da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, os senadores Mitch McConnel, líder da oposição, e Chuck Schumer, líder dos aliados. Kevin McCarthy, deputado da oposição, também recebeu uma cópia. 

O apelo dos empresários vai na contramão dos esforços da administração de Trump e do Senado, majoritariamente republicano, que tentam revogar proposta da Câmara de injetar outros US$ 3 trilhões em estímulos contra a crise provocada pelo novo coronavírus. Neste projeto, US$ 1 trilhão seria destinado para financiamento de governos estaduais e municipais. 

Os americanos consideram pouco provável que o Senado aprove essa medida, sobretudo porque, no fim de março, o governo já havia estipulado um programa de recuperação econômica de US$ 2 trilhões. 

A força-tarefa organizada por Newsom começou em abril com a única missão de reerguer a economia californiana. Em 14 de maio, Newsom anunciou um severo plano orçamentário, reduzindo bilhões de dólares do orçamento, para lidar com o enorme déficit estadual de US $ 54,3 bilhões – resultado direto da Covid-19.

A administração de Newsom trabalha com possibilidade de a taxa de desemprego chegar a 25%, a mais alta da história moderna para a região.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO