Gasolina Premier Grand Cru Classé em todo o Brasil

Arthurito da Faria Lima faz uma análise sobre o aumento dos combustíveis, os investimentos em tempos de guerra e, claro, as festas mais quentes do fim de semana

0
164
Leia em 4 min

Petrus ou Petrobras?

QUAL É A SAFRA?
Na semana passada, a Petrobras anunciou um novo reajuste de 18,7% no preço da gasolina e de 24,9% para o diesel nas refinarias. O litro está tão caro que já tem gente comparando com os melhores vinhos, perguntando até de que safra é o combustível.

A alta inflamou a internet que novamente se polarizou entre aqueles que estão revoltados com mais um aumento e os acionistas de Petrobras que comemoram a tendência de um balanço mais gordo – aqui considere também aquele cara que tem R$ 200 em PETR4.

Eu vejo dois possíveis caminhos para esse debate. O FUT (Fator de Utilização das Refinarias) da Petrobras está em 75%, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.

Uma solução para diminuir o impacto das cotações internacionais do óleo e do dólar em seus preços seria usar em máxima capacidade o seu parque de refino. Outra opção menos ortodoxa seria Petrobrás pagar dividendo em forma de cashback nos postos de gasolina. A ação ia bombar!

GUERRA
Esse conflito começou com cara daquela “reunião que poderia ter sido um e-mail”, mas as coisas se agravaram e hoje temos uma tragédia humanitária de grande proporção.

Além do exército russo e ucraniano, um dos maiores contingentes mobilizados foi o de especialistas em geopolítica na indústria de investimentos brasileira.

Todos os fins de tarde rolaram lives e eventos organizados por instituições financeiras que se propuseram a traçar os impactos da guerra para os investimentos no Brasil. O consenso foi: ainda há muita incerteza!

3ª GUERRA MUNDIAL OU 3ª VIA?
Quando os conflitos na Ucrânia arrefecerem, e antes de começar a nossa “guerra” de 2 de outubro, poderíamos naturalizar Volodimir Zelensky, atual presidente ucraniano.

Ele tem toda a pinta de candidato vencedor da tão sonhada terceira via brasileira. Comediante, carismático, discurso anticorrupção, conciliador, jovem… Pô, vejo potencial!

NEVER BET AGAINST BRAZIL
O mercado local tem sido impactado pela agenda externa e por isso é importante entender bem o que é fundamento e o que é fluxo.

O cenário por aqui é de cautela com escalada da inflação, consequente manutenção da taxa de juros mais alta, alguma volatilidade por conta das eleições. Mas se olharmos no curto prazo, velhotes, o Brasil é o queridinho dos mercados.

Empresas do segmento de commodities, principalmente aquelas que vendem grãos e petróleo devem se beneficiar considerando as sanções e o choque de oferta.

Somando a isso o atual patamar de juros, chegamos a um cenário positivo para o gringo, que já trouxe um saldo de R$30 bilhões para o mercado de ações brasileiro no mês passado.

Considerando o volume de janeiro, chegamos a mais de 60% do total investido pelos estrangeiros na bolsa em 2021, isso tudo em dois meses. Never bet against Brazil.

BALANÇO DO CARNAVAL
A temporada de balanços trimestrais está em curso, mas vamos falar do balanço que interessa: o do carnaval, que atravessou a agenda de calls das empresas de capital aberto.

Decisões políticas acabaram gerando uma “privatização do carnaval”. Celebrações populares e tradicionais foram vetadas enquanto as festas privadas, open bar a um custo médio de R$800 aconteceram normalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Se eu sou contra essas festas? Claro que não, fiz uma verdadeira maratona aliás, mas sou a favor também da celebração do carnaval tradicional e inclusivo e das decisões políticas pautadas na ciência.

Vale destacar também o êxodo faria limer para os alpes da Europa e Estados Unidos, vide a crescente afinidade dos habitantes do Condado com os esportes de neve.

TOP PICKS DO FIM DE SEMANA
Nesse final de semana temos duas programações de peso para os que gostam de uma p#ta farra

Na sexta, 18/03, um dos maiores nomes da cena eletrônica mundial, o DJ e produtor Black Coffee, faz sua estreia em SP em um evento especial montado no Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo. Para muitos faria limers, será a primeira visita ao centro da maior metrópole do Brasil.

No sábado, 19/03, ocorre mais uma edição da festa Arca de Noé em São Paulo. Para quem quer algo mais leve, deixo hoje a recomendação do novo empreendimento da marca australiana Deus Ex Machina.

Já há alguns meses os caras abriram um espaço com restaurante e loja em uma casa dos anos 50, em Pinheiros. A comida é AAA, com boas opções para brunch, almoço e jantar.

Leia também

Brand Stories