Te cuida, Robinhood: PayPal prepara plataforma para investidores do varejo

A gigante de pagamentos digitais estuda lançar uma plataforma para competir com empresas como Robinhood, SoFi e Square. A iniciativa é parte de uma nova divisão, batizada de Invest at PayPal

0
525
Leia em 3 min

Fundado em 1998 e considerado uma das primeiras fintechs do mundo, antes mesmo que essa palavra fosse usada para classificar as startups financeiras, o PayPal não tem medido esforços para se adaptar às mudanças do mercado e seguir como um nome de peso do setor.

Foi assim, em 2020, quando a empresa americana passou a aceitar as criptomoedas em sua plataforma de pagamentos, na operação dos Estados Unidos. E é também no país que a companhia planeja, ao que tudo indica, o próximo passo para ampliar seu campo de atuação.

A gigante de pagamentos digitais estuda lançar uma plataforma de investimentos, inicialmente, nos Estados Unidos, segundo site da CNBC. A iniciativa está sendo desenvolvida a partir de uma nova unidade de negócios da operação, batizada de Invest at PayPal.

Para comandar a divisão em questão, o PayPal contratou Rich Hagen, um veterano do setor que traz no currículo, entre outras credenciais, a fundação da corretora online TrakeKing, comprada em 2016, pelo grupo Ally Financial, por US$ 275 milhões.

Em seu perfil no LinkedIn, Hagen, que ingressou no PayPal em agosto deste ano, como CEO da Invest at PayPal, descreve que sua função é “liderar os esforços do PayPal para explorar oportunidades no negócio de investimento no varejo”.

O novo projeto encontra uma justificativa no boom de pessoas físicas investindo no mercado americano de capitais. Segundo a consultoria JMP Securities, o segmento ganhou mais de 10 milhões de novos investidores apenas no primeiro semestre deste ano. Entre os fatores por trás dessa corrida estão questões como os pacotes de estímulo do governo americano, durante a pandemia.

No caminho para o lançamento dessa oferta, o PayPal vai encontrar nomes como o Robinhood, aplicativo que fez fama com o mantra de democratizar o acesso desses investidores ao mercado de capitais e que levantou US$ 2 bilhões em seu IPO, realizado no fim de julho.

O segmento inclui ainda rivais como as também americanas Sofi e Square, empresa de pagamentos liderada por Jack Dorsey, fundador do Twitter. A companhia oferece a opção de negociação de ações e criptomoedas.

Segundo fontes ouvidas pela CNBC, entre as alternativas em avaliação no PayPal para concretizar sua entrada no segmento estão uma parceria ou mesmo a aquisição de uma corretora. De acordo com fontes próximas à empresa, é improvável que o serviço em questão seja lançado ainda nesse ano.

Caso o PayPal decidisse seguir nessa trilha com suas próprias pernas, o lançamento poderia levar ainda mais tempo, dados os trâmites de regulação envolvidos em um processo desse porte. O prazo estimado seria de mais de oito meses.

Com 403 milhões de contas ativas em todo o mundo, o PayPal reportou uma receita líquida de US$ 6,2 bilhões no segundo trimestre de 2021, alta de 19% na comparação com o resultado divulgado um ano antes. O TPV da empresa no período cresceu 40%, para US$ 311 bilhões.

Avaliado em US$ 338,9 bilhões, o PayPal encerrou o pregão de hoje na Nasdaq com suas ações cotadas a US$ 288,47, o que representou uma valorização de 3,64%.

Leia também

Brand Stories