Newsletter

Receba notícias do NeoFeed no seu e-mail

 
Li, compreendi e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade
do site.
 
 

EXPERTSHUMANAMENTE POSSÍVEL

Vamos planejar. E depois correr!

Na competição do mercado, o ativo mais importante, o menos recuperável, é o tempo. E a mais valorosa forma de ganhar tempo chama-se planejamento

 

O ano de 2019 passou tão apressado que me trouxe a lembrança do Barão de Itararé: “Os acontecimentos se processam com tanta rapidez que os acontecimentos acontecem antes de terem acontecido”.

E agora só faltam 51 semanas para este ano acabar! Isso mesmo, uma semana de 2020 já passou. E aí, o que isso quer dizer?

Para muitas empresas, isso quer dizer que estão na frente da concorrência, pois já começaram o ano com tudo 100% alinhado. O orçamento, as metas, as pessoas empoderadas, os incentivos….

Já para outras companhias, parece que a única coisa que demonstra que estamos começando um novo ano são as férias. Ainda existem um milhão de pendências, desde coisas básicas, como o orçamento. Mas ninguém deixou de tirar as merecidas férias.

Na competição do mercado, o ativo mais importante, o menos recuperável, é o tempo. E a mais valorosa forma de ganhar tempo chama-se planejamento. A principal meta anual de uma empresa deveria ser terminar o ano dentro do ano, ou seja, não abrir o ano seguinte com coisas a fazer, planos a construir, metas a definir.

As empresas que começaram 2020 focadas na execução já estão hoje mais de 2% à frente dos concorrentes. E talvez estejam cerca de 10% à frente no final de janeiro.

E acreditem, muitas companhias terminam o primeiro trimestre sem orçamentos, metas e planos distribuídos aos seus gerentes. Incríveis 25% do tempo atrás dos competidores que se planejaram adequadamente.

Imagine que você entrou de férias hoje e não fez um planejamento adequado. Não marcou a viagem, não definiu nem mesmo pra onde vai, o que quer fazer, com quem, quanto tempo, etc…

Claro que as chances de suas férias serem frustradas é enorme. No mínimo serão bem mais caras, concorda? Muito bem, é exatamente o que acontece com a empresa que não se planejou. Vai se frustrar ou vai pagar caro. Pior, vai se frustrar e vai pagar caro!

Sempre disse que o mês mais importante do ano é janeiro. Começar bem é uma enorme vantagem competitiva

Por isso sempre disse que o mês mais importante do ano é janeiro. Começar bem é uma enorme vantagem competitiva. Significa estar na frente desde a largada. E isso, por si só, já motiva e engaja todo o time. Agora temos mais tempo para cuidar do que interessa. As metas, não os desejos.

E temos tempo para fazer algo ainda mais importante: tornar nossa empresa a mais inovadora. Aquela que ninguém consegue copiar, porque está construindo o futuro na hora certa, e não olhando hoje para pendências do passado. Aqui vale uma frase linda de Dennis Crowley: “As pessoas conseguem copiar o que você já fez, mas nunca conseguirão copiar o que você irá fazer”.

Mas vamos lá. Qualquer que seja o seu momento, ainda dá tempo. Comece hoje com outra postura e corra! Corra muito pra executar e para ter tempo de planejar. Nos próximos anos, você começa com o ano anterior terminado. Aí ninguém te pega. Isso vale nos negócios, na carreira e no desenvolvimento pessoal. E no lazer. Assim, suas férias serão inesquecíveis e enriquecedoras.

Agora vai a mensagem mais importante, vinda do adorável monge do Vietnã, Thich Nhat Hanh: “Podemos ter um desejo, uma meta. Mas não podemos permitir que isso se transforme em algo que nos impeça de ser felizes no aqui e agora”.

*Leonel Andrade foi CEO da Smiles, Credicard e Losango Financeira. Atualmente, é membro do Conselho de Administração da BR Distribuidora e da Lojas Marisa. Também faz palestras sobre gestão de pessoas e negócios.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

 

Leia também

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO

ESPECIAL

Apoio: