Negócios

EXCLUSIVO: BTG Pactual compra a Universa

O banco de André Esteves deve assinar nas próximas horas a aquisição do grupo que reúne a Empiricus, a gestora Vitreo e os sites MoneyTimes e Seu Dinheiro

 

Alguns dos sócios da Universa: Da esq. à dir., Caio Mesquita, Felipe Miranda, George Wachsmann, Rodolfo Amstalden (em pé), Everson Ramos e Patrick O’Grady

O BTG Pactual deve anunciar nas próximas horas a compra da Universa, que reúne a casa de análises Empiricus, a gestora Vitreo e os sites MoneyTimes e SeuDinheiro.

O grupo conta com mais de 400 mil assinantes de relatórios e R$ 11 bilhões sob custódia. Criada por Felipe Miranda ao lado de Caio Mesquita e Rodolfo Amstalden, a Empiricus se tornou uma das maiores casas de análise do País.

A Vitreo, fundada em outubro de 2018, tem como os principais acionistas Patrick O’Grady, Paulo Lemann, Sérgio Campos e Alexandre Aoude. Em uma entrevista ao NeoFeed, em outubro do ano passado, O’Grady afirmou que a gestora vinha crescendo sua captação a uma média de 12% ao ano.

Nos últimos meses, a disputa ficou entre Santander e BTG. Sergio Rial, presidente do Santander, se envolveu pessoalmente nas negociações. Mas, no fim, o banco de André Esteves, que tem uma ligação com Felipe Miranda, levou a melhor.

No mercado, o que se comenta é que o valuation da Universa está na casa dos R$ 2 bilhões e a venda será feita parte em dinheiro na assinatura do contrato e a outra parte dependeria de cláusulas de desempenho.

Com o negócio, o BTG Pactual dá um enorme passo para aumentar o fluxo de investidores em sua plataforma de investimentos.

Não é novidade para ninguém, que Felipe Miranda sempre reclamou que montava as teses de investimentos e os assinantes da Empiricus acabavam investindo na XP.

A Vitreo, aliás, foi criada com o intuito de capturar os investidores da Empiricus. Estima-se que dois terços dos clientes da Vitreo sejam assinantes da casa de análise de Felipe Miranda.

O BTG Pactual reforça a sua participação na área de conteúdo. O BTG Pactual já é dono da revista Exame, com uma audiência de 11,2 milhões de visitas, em abril, de acordo com o Similarweb. O MoneyTimes conta com 10,6 milhões de visitas e o SeuDinheiro, 2 milhões.

Procurada, a Universa disse que não comenta rumores de mercado. Procurado, Felipe Miranda, afirmou que não comentaria. Procurado, o BTG disse, por meio de sua assessoria, que não vai comentar.

Leia também

UM CONTEÚDO:

BRAND STORIES

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO