Negócios

Localiza e Unidas criam uma gigante de aluguel de carros

Duas das principais empresas de locação de veículos, as companhias divulgaram um acordo para combinar suas operações. A transação cria uma gigante com valor de mercado de R$ 49,5 bilhões e receita combinada de R$ 14,3 bilhões

 

Um dos segmentos que mais sofreram com os impactos da Covid-19, o mercado de locação de veículos está agora no centro de uma grande transação, envolvendo duas das principais empresas do setor.

Nesta quarta-feira, 22 de setembro, a Localiza e a Unidas anunciaram um acordo para a combinação das suas operações. Nos termos divulgados pelas duas companhias, o negócio, se aprovado pelos acionistas das duas empresas, será concretizado por meio da incorporação de ações da Unidas pela Localiza.

Na prática, os acionistas da Unidas receberão 0,44682380 ação ordinária de emissão da Localiza em substituição a cada 1 ação ordinária de emissão da Unidas por eles detidas na data de fechamento da transação.

Sob esses termos, os acionistas da Localiza passariam a deter, em conjunto, 76,85000004% do capital social total e votante da nova companhia. Já os acionistas da Unidas teriam, em conjunto, 23,14999996% da operação.

Ao mesmo tempo, a Unidas poderá distribuir dividendos aos seus acionistas no valor total de R$ 425 milhões, sendo observadas determinadas condições, que serão pagos em até 90 dias corridos da data da consumação da incorporação das ações.

“A união representa a junção da empresa líder no aluguel de carro (Localiza) com empresa líder na gestão de frotas (Unidas)”, disse Eugênio Mattar, presidente da Localiza, em teleconferência com analistas

De acordo com Mattar, com a combinação das duas empresas, “teremos maior eficiência operacional com otimização dos canais de atendimento, mais produtividade das áreas administrativas e redução dos custos variáveis de frota, além de ganho de eficiência na venda de carros”.

Caso seja aprovado nas assembleias de acionistas e também pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o acordo cria uma operação com um valor de mercado de 49,5 bilhões, levando-se em conta o fechamento do pregão da terça-feira, na B3.

Já em termos de receita, considerando o resultado apurado pelas duas empresas nos 12 meses anteriores ao fechamento do segundo trimestre, a soma seria de R$ 14,3 bilhões.

Ao mesmo tempo, a empresa teria uma frota de 468 mil veículos, com presença também nos mercados da Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai.

“Nosso sonho é sermos referência global em soluções de mobilidade”, disse o fundador e presidente da Unidas, Luis Fernando Porto. “A tecnologia tem aberto uma avenida de crescimento no setor, por meio de soluções como assinaturas.”

Os termos também incluem uma multa prefixada no caso de rescisão do acordo por uma das partes no valor total de R$ 500 milhões, com o montante corrigido pela variação da taxa CDI, a partir da data de assinatura da transação.

As ações das duas empresas estão em alta na B3. A da Localiza sobem mais de 12% e a da Unidas valorizam-se mais de 17% por volta das 11 horas.

A operação tem como assessores financeiros o Bank of America e o Itaú Unibanco. E como assessores legais os escritórios Pinheiro Neto e Machado Meyer.

(Reportagem atualizada com informações sobre as ações e da teleconferência com analistas para dar detalhes da fusão.)

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

Newsletter

Receba notícias do NeoFeed no seu e-mail

 
Li, compreendi e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade
do site.

UM CONTEÚDO:

Newsletter

Receba notícias do NeoFeed no seu e-mail

 
Li, compreendi e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade
do site.

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO