Mater Dei faz 3ª aquisição em 2022 e reforça posição em Minas Gerais

A companhia está comprando o Hospital e Maternidade Santa Clara, localizado em Uberlândia, fortalecendo sua posição no Triângulo Mineiro e no Centro-Oeste

0
216
Leia em 1 min

O Hospital e Maternidade Santa Clara comprado pela Mater Dei

A Rede Mater Dei está comprando uma participação entre 75% e 80% do Hospital e Maternidade Santa Clara, localizado em Uberlândia, e reforçando seu hub no Triângulo Mineiro e no Centro-Oeste.

Essa é a terceira aquisição do Mater Dei em 2022 e a sexta desde o IPO, em abril do ano passado. No começo deste ano, comprou uma participação de 95,5% do Hospital Premium, de Goiânia (GO), em uma transação avaliada em R$ 250 milhões. Em fevereiro, foi a vez do EMEC, em Feira do Santana, na Bahia, por R$ 205,9 milhões, entrando na Bahia.

O Hospital e Maternidade Santa Clara foi avaliado em R$ 233 milhões, incluindo o imóvel. Com isso, a Rede Mater Dei está pagando um múltiplo implícito de R$ 1,35 milhão por leito. A receita da operação foi de R$ 127 milhões nos 12 meses encerrados em outubro de 2021.

Inaugurado  em 1949,  o novo ativo da Mater Dei é hospital  geral  de  alta  complexidade  que conta  com mais  de 40 especialidades. A Mater Dei já havia comprado a Hospital  Santa Genoveva, em novembro do ano passado, que é também de Uberlândia.

Nesta transação, o  Mater  Dei  foi  assessorado  pela  Inspire  Capital Partners, Azevedo Sette Advogados e Baker Tilly.

Na B3, a companhia vale R$ 6 bilhões. Neste ano, as ações sobem 15,9%.

Leia também

Brand Stories