Michael Burry volta a alertar sobre risco de forte queda das ações nos EUA

Conhecido por prever o estouro da bolha imobiliária 2008, investidor Michael Burry voltou a afirmar que ações estão supervalorizadas e descoladas da realidade

0
170
Leia em 2 min

Michael Burry, investidor e fundador da Scion Asset Management

Michael Burry voltou a soar o sino do pessimismo em relação ao mercado de ações dos Estados Unidos, reafirmando que as ações estão supervalorizadas e prestes a passar por uma dura correção.

Conhecido por antever a crise de 2008 e ganhar muito dinheiro apostando contra a bolha que se formou no mercado imobiliário americano, história imortalizada no livro e filme “A Grande Aposta”, Burry voltou a se manifestar sobre o superaquecimento do mercado americano na noite de segunda-feira, 11 de abril, através do Twitter.

Na postagem constava um gráfico a respeito da evolução do PSR do índice S&P500 Equal Weight Index, versão com ponderação equitativa do famoso índice acionário americano. Como é de sua característica, o fundador da Scion Asset Management apagou a mensagem pouco depois de ser publicada.

O gráfico mostrava que o PSR, métrica utilizada pelos investidores para avaliar o valor da empresa em relação à sua receita operacional líquida, esteve abaixo de 1 vez ao longo da maior parte das décadas de 1990 e 2000. Na década passada, porém, o índice praticamente dobrou, chegando a 1,9 vez.

Junto com o gráfico, Burry postou a seguinte frase, numa tradução livre ao português: “quase empoleirado com um problema de múltiplo”.

O PSR é um dos indicadores escolhidos por investidores para avaliarem se a ação de uma empresa está em níveis atrativos. No caso de Burry, ele supostamente utilizou o índice para mostrar que as ações que compõe o S&P500 Equal Weight Index estão sendo negociadas, em média, a quase o dobro da receita das companhias que constituem o indicador.

Aparentemente, Burry quis demonstrar com este exemplo que há um descompasso entre valor das ações e o desempenho real das empresas.

A postagem é o mais recente alerta feito por Burry a respeito de excessos no mercado nos últimos 18 meses. No final do ano passado, também via Twitter, ele afirmou que o mercado tem vivido seu período mais especulativo em um século, com avaliações de mercado exageradas, superiores às vistas na época da bolha da internet, no final da década de 1990.

Em junho, Burry fez um alerta a respeito do suposto frenesi envolvendo criptomoedas e “memes stocks”, afirmando que investidores casuais e do varejo que estão apostando nessas frentes terão prejuízos enormes.

O investidor também chegou a tecer críticas contra a Tesla, dizendo que as ações da montadora fundada por Elon Musk vão colapsar e que a empresa será superada pela Volkswagen na corrida pela popularização dos carros elétricos.

Leia também

Brand Stories