Na quarta aquisição em 2021, Hapvida compra hospital em Brasília

A empresa anunciou a compra da Viventi, gestora de um hospital em uma área nobre da Asa Sul, na capital federal, por R$ 22 milhões, e também do imóvel que abriga o empreendimento, por R$ 200 milhões

0
145
Leia em 2 min

Com o acordo, a Hapvida mira um mercado de cerca de 930 mil beneficiários de planos de saúde

Menos de três semanas depois de sair vitoriosa na disputa com a SulAmérica pela HB Saúde, de São José do Rio Preto (SP), a Hapvida volta a reforçar o seu papel de uma das protagonistas do cenário de consolidação do setor de saúde no País.

A empresa acaba de anunciar a aquisição de 100% da Viventi Hospital Asa Sul, por R$ 22 milhões, em mais um passo na estratégia de verticalização e de construção de uma rede de cobertura nacional da companhia. Nesse caso, com o reforço da presença da empresa em Brasília (DF).

Em paralelo ao acordo, a operadora firmou uma promessa de compra e venda com o proprietário do imóvel do hospital, que era alugado pela Viventi. Com cerca de 6,6 mil metros quadrados de área construída, o terreno será adquirido por R$ 200 milhões.

O hospital adquirido terá capacidade para até 114 leitos e contará com centro cirúrgico, serviço de quimioterapia e hemodinâmica, além de uma unidade de diagnósticos.

Em fato relevante, a Hapvida destacou que o mercado de Brasília e seu entorno tem 3 milhões de habitantes e conta com aproximadamente 930 mil beneficiários de planos privados de saúde. Atuamente, a operadora possui uma carteira de cerca de 21 mil beneficiários na região, atendidos por meio de sua rede credenciada.

“A potencial transação, portanto, não somente permitirá o atendimento hospitalar da carteira existente como sustentará o plano de crescimento orgânico da Hapvida, além de prover capacidade adicional para suportar eventual crescimento através de aquisições na região Centro-Oeste”, informou a empresa.

Esse é a quarta aquisição anunciada pela Hapvida no ano. Em julho, a empresa anunciou a compra do Centro Especializado em Traumatologia, Reabilitação e Ortopedia (Cetro), na Bahia. Em setembro, foram fechadas as aquisições do Hospital Madrecor, em Uberlândia (MG), e da HB Saúde, por R$ 650 milhões.

O principal anúncio da empresa em 2021, no entanto, veio em janeiro, com a notícia da fusão com o Grupo Notre Dame Intermédica. O acordo ainda depende, porém, de aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

As ações da Hapvida fecharam o pregão desta quarta-feira na B3 cotadas a R$ 12,91, com ligeira alta de 0,16%. No ano, os papéis acumulam uma desvalorização de 15,3%. A empresa está avaliada em R$ 50,1 bilhões.

Leia também