Negócios

Daniel Loeb, da Third Point: o investidor que ganhou US$ 400 milhões com a eleição dos EUA

Diferentemente de outros investidores, que preferiram adotar uma posição conservadora, esperando um cenário caótico que derrubaria as bolsas depois de os americanos irem às urnas, Daniel Loeb, da Third Point, apostou no otimismo do mercado. Até agora, ele não tem do que se arrepender

 

Daniel Loeb, da Third Point

Ainda que o resultado oficial da eleição presidencial americana ainda não tenha sido divulgado, o mercado já tem um vencedor: o megainvestidor Daniel Loeb, que embolsou quase US$ 400 milhões graças a sua movimentação dias antes de os americanos irem às urnas.

Fundador e CEO do Third Point, um fundo hedge com US$ 13,5 bilhões de ativos sob gestão, Loeb caminhou na contramão do setor. Enquanto todos assumiram uma posição mais conservadora, esperando um cenário caótico, o americano dono de uma fortuna de US$ 2,9 bilhões apostou num cenário otimista, com a alta dos índices S&P 500 e Nasdaq 100.

Nos dias que seguiram a data da eleição, em 3 de novembro, o índice S&P 500 disparou quase 7%. E a bonança não acabou ali. Na última segunda-feira, 9 de novembro, a Pfizer anunciou a efetividade de sua vacina contra a Covid-19, o que impulsionou ainda mais o mercado.

Outros grandes fundos e gestores evitaram fazer qualquer tipo de aposta quanto ao resultado da corrida presidencial deste ano. O reflexo teria sido uma “lição” aprendia na última eleição, em 2016, quando as ações subiram com a chegada de Donald Trump à Casa Branca, contrariando as previsões do mercado.  

O Third Point ganhou 4,3%  entre 1 e 4 de novembro. A partir daí, a performance do fundo ainda não foi mensurada, mas a lógica seria um desempenho positivo, uma vez que Prudential e Walt Disney, duas apostas de Loeb, responderam bem às notícias das vacinas. 

A proporção exata do sucesso de Loeb deve ser revelado nas próximas semanas, com a divulgação dos resultados do terceiro trimestre do fundo.  O Third Point foi fundado em 1995, depois que Loeb deixou a vice-presidência do Citigroup, onde era responsável pelos títulos de alto rendimento.

O megainvestidor, natural da Califórnia, começou sua carreira trabalhando na empresa de private equity Warburg Pincus.  Depois, passou a administrar a dívida do selo musical Island Records, antes de migrar para a análise de risco da Lafer Equity Investor, de onde saiu para ocupar o cargo de vice-presidente da Jefferies LLC. 

Ao longo de sua carreira, Loeb se tornou conhecido por sua avaliação precisa de riscos. Um dos grandes momentos do executivo foi quando, em 2012, ele “desmascarou” o então CEO do Yahoo!, Scott Thompson, que havia mentido sobre sua formação em ciência da computação.

Investir em tecnologia é um dos pontos fortes de Loeb, que concentra 20% de seu portfólio nessa área. Só na Amazon, o investidor detém mais de US$ 600 milhões em ações, e recentemente comprou papéis da plataforma online Snowflake,  avaliada atualmente em US$ 64,9 bilhões. 

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

BRAND STORIES

NEOFEED REPORT

Conheça os conteúdos do braço de análise e inteligência de mercado do NeoFeed

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO