Com NFT de quase R$ 3 milhões, Nike dá seus primeiros passos no metaverso

Nike lança coleção de tênis digitais após a compra da empresa de NFTs RTFKT Studios. Alguns itens tem preços milionários

0
32
Leia em 2 min

Chamada de Nike Dunk Genesis Cryptokicks, a nova coleção chegou ao mercado com 20 mil itens

Uma das apostas da Nike para o futuro parece ser mesmo o metaverso. Depois de comprar a RTFKT Studios, uma empresa de “fabrica” calçados virtuais em formato de NFTs no fim do ano passado, a companhia lança agora sua primeira coleção de tênis digitais.

E o que chama atenção são os preços, que parecem ser coisas de outro mundo. Ou, melhor, do metaverso. Um dos modelos digitais personalizados, por exemplo, pode custar quase R$ 3 milhões.

Chamada de Nike Dunk Genesis Cryptokicks, a Nike informou que a nova coleção chegou a mercado com 20 mil itens. Os modelos estão sendo comercializados no marketplace OpenSea, mas já não é possível encontrar calçados que não sejam apenas os revendidos pelos usuários.

O lançamento da coleção de sneakers marca um movimento agressivo da Nike no metaverso. O tênis virtual mais barato dentro da plataforma sai por 1,6 ETH (unidades de moedas Ether). Isso é o equivalente a próximo de US$ 4,8 mil.

Caso queira personalizar o modelo, o interessado precisa arcar com o pagamento de pelo menos mais US$ 2,5 mil, dependendo dos itens extras escolhidos. Um dos sneakers já está sendo revendido ao preço de 200 ETH, o equivalente a US$ 585 mil ou R$ 2,9 milhões.

Para a Nike, a venda dos modelos no mercado secundário é um negócio interessante. A companhia ganha 10% do valor de cada transação. Já a OpenSea, que faz a vitrine dos produtos, fica com 2,5% do valor das vendas realizadas em sua plataforma. A Nike não informou quanto ganhou com a venda primária das NFTs.

De início, os proprietários da NFT têm como vantagem apenas a possibilidade de utilizarem os tênis comprados no Snapchat através de filtros que trabalham com realidade aumentada. A expectativa, até pelo preço-base dos tokens, é de que a Nike anuncie outras vantagens para os compradores.

O cantor Snoop Dogg, por exemplo, comercializou seu último álbum em formato de NFT e permitiu que os compradores, além de terem acesso às faixas, também ganhassem joias, ingressos para shows e o acesso a festas particulares “incluindo, possivelmente, churrascos na casa de Snoop Dogg”, como havia sido descrito na oferta.

A Nike segue um caminho que já foi percorrido por uma de suas maiores concorrentes no mundo físico. No fim do ano passado, a Adidas arrecadou mais de 11,3 mil ETH, o equivalente na conversão atual a algo próximo de US$ 34 milhões, com a venda de tokens de diferentes peças de vestuário no metaverso.

Leia também

Brand Stories