No Aqua Capital, a hora é de "colher" os negócios do agro

Comandado por Sebastian Popik, o fundo de private equity Aqua Capital, que administra US$ 650 milhões em ativos de empresas do agro brasileiro, protocolou o pedido de abertura de capital de sua rede de distribuição de insumos Agrogalaxy e estrutura um novo fundo

0
116
Leia em 3 min


“Quem planta, colhe”, diz um antigo ditado do agricultor brasileiro. E o fundo do private equity Aqua Capital está plantando desde 2009, quando foi criada a gestora que hoje administra US$ 650 milhões em ativos do agronegócio.

Mais de uma década depois, e com apenas três saídas de investimentos desde então, o Aqua Capital está perto de “colher” a primeira abertura de capital de seu portfólio.

É a Agrogalaxy, holding de distribuição de insumos agrícolas, fundada no ano passado a partir da fusão de diversas empresas regionais e que conta um faturamento de R$ 3,2 bilhões nos 10 primeiros meses de 2020, 93 lojas e presença em nove Estados. O prospecto foi protocolado na B3 em 31 de dezembro de 2020.

Questionado sobre o tema, Popik não fez nenhum comentário sobre a empresa, alegando período de silêncio. Apenas ressaltou o que ele enxerga como um cenário propício no mercado brasileiro.

“O tamanho em que as empresas são viáveis e líquidas para serem bem-sucedidas na bolsa caiu”, diz Sebastian Popik, fundador do Aqua Capital ao Café com Investidor, programa que entrevista os principais gestores de venture capital e private equity do Brasil, do NeoFeed.

E conclui: “Essa combinação permite que a Agrogalaxy tenha essas perspectivas e ela não é a única do nosso portfólio”, afirma o fundador do Aqua Capital.

De acordo com Popik, no passado, a principal forma de saída era a venda para um sócio estratégico. Mas, a partir de agora, essa não é a única estratégia na mesa para os investidores.

Atualmente, o Aqua Capital conta com 11 plataformas de investimento, como são chamadas os negócios que surgem a partir de diversas aquisições – no total foram 31 aquisições. Uma delas é a já citada Agrogalaxy, que surgiu a partir da consolidação do setor de distribuição de insumos.

As empresas do fundo empregam 6 mil funcionários e têm uma receita operacional bruta de aproximadamente R$ 5 bilhões. Entre elas, estão a varejista de vinhos Grand Cru, a companhia de alimentos saudáveis Puravida e a startup de insumos biológicos Biotrop, entre outras.

Nesta entrevista, que você assista no vídeo acima, Popik explica a tese de investimento do Aqua Capital, fala de sua estratégia de gestão, por que busca sempre comprar o controle e revela que começa a estruturar um terceiro fundo.

Popik, que é argentino, mas passou boa parte de sua vida entre seu país natal, o Brasil e os Estados Unidos, fala também de sua experiência na Salutia, uma startup da área de saúde que viveu a bolha da pontocom nos anos 2000. E conta qual a principal lição que aprendeu com esse negócio. Assista ao Café com Investidor.

Leia também