Startups

Usadosbr, rival de Webmotors e iCarros, recebe aporte da Domo Invest

A plataforma de compra e venda de carros Usadosbr levanta R$ 5 milhões e vai usar os recursos para aumentar o inventário de carros à venda e de lojas ativas, além de desenvolver uma plataforma de gestão a lojistas

 

O aplicativo da Usadosbr

Em um mercado que conta com dois líderes estabelecidos, a Webmotors e a iCarros, a plataforma online Usadosbr quer abocanhar uma fatia de um setor que vende 13 milhões de carros por ano, segundo dados da Fenauto, associação que representa os revendedores de veículos.

Fundada em Goiânia, em 2004, a companhia acaba de receber um aporte de R$ 5 milhões, liderado exclusivamente pela Domo Invest, a gestora venture capital de Rodrigo Borges e que também tem como sócios Marcello Gonçalves, Cesar Pinela, Gabriel Sidi, Franco Pontillo, Mario Letelier e Felipe Andrade.

“Há um ano, fizemos um plano e aumentamos nosso inventário de 8 mil carros para 80 mil e o número de lojas ativas de 400 lojas para 3,6 mil”, afirma Menfis Augusto, CEO da Usadosbr.

Agora, com a chegada dos recursos da Domo Invest, o plano é crescer o negócio em até quatro vezes: em faturamento, inventário de carros e lojas ativas. A  Usadosbr vai também investir em tecnologia e aumentar a equipe. Hoje, são 45 funcionários. A meta é terminar com 80 empregados até o fim deste ano.

“A nossa tese é de que há dois players estabelecidos no mercado, que pertencem a bancos. Há um espaço a ser ocupado”, diz Rodrigo Borges, sócio da Domo Invest, referindo-se ao fato de a Webmotors ter o Santander como acionista e a iCarros, o Itaú. “E com soluções novas para os vendedores de lojas de carros.”

A Usadosbr funciona como um site de classificados, cobrando pela veiculação de anúncios em suas páginas, que têm mais de 1 milhão de acessos por mês. Operações online como o da mexicana Kavak e das brasileiras Volanty e Creditas Auto não são concorrentes. “Na verdade, são parceiros”, diz Augusto.

A companhia não se restringe à venda de anúncios. Ela desenvolveu ferramentas de software para ajudar o lojista a montar um site de comércio eletrônico e até gerenciar as ligações que recebe por conta dos anúncios.

Com o aporte da Domo Invest, a Usadosbr vai integrar essas ferramentas e desenvolver recursos de um sistema de gestão tradicional, que será cobrado no modelo de software as a service (SaaS).

Hoje, 80% do dos lojistas clientes da Usadosbr são pequenos e contam com um estoque de carros que gira entre 20 e 30 veículos. A companhia, que era focada no Centro-Oeste, começou também sua expansão para outras regiões no ano passado. Ela já tem uma boa base de clientes em São Paulo e no Paraná.

A Usadosbr oferece ainda financiamento através de uma parceria com a Credere, que também faz parte do portfólio da Domo Invest, e permite simulações em diversas instituições financeiras.

Os competidores da Usadosbr são empresas estabelecidas há bastante tempo no mercado brasileiro. A Webmotors, por exemplo, contabiliza um volume, em média, de 11,5 milhões de usuários únicos, 34 milhões de visitas, 150 milhões de buscas e gera cerca de 1,7 milhão de leads para concessionárias e pessoas físicas todos os meses.

A empresa também começou a operar na Argentina, Peru e Colômbia através da Cockpit, uma plataforma de gestão e de relacionamento com clientes, comercializada no modelo de software como serviço e voltada especificamente a concessionárias e lojas de usados e seminovos.

A iCarros, do Itaú, tem uma média de 10 milhões de visitas mensais, segundo dados da SimilarWeb.

O investimento da Domo na Usadosbr acontece através de seu segundo fundo voltado para startups B2C, que levantou R$ 105 milhões em seu first closing – ele deve chegar até a R$ 150 milhões.

A Domo Invest tem também um fundo para investimentos-anjo, de R$ 147 milhões, que foi ancorado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com R$ 60 milhões, e outro para negócios B2B, com R$ 112 milhões.

Leia também

UM CONTEÚDO:

BRAND STORIES

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO