Ronaldo “Fenômeno” volta ao Cruzeiro. Agora, como dono

O ex-jogador de futebol Ronaldo Luís Nazário de Lima está comprando o Cruzeiro e vai investir R$ 400 milhões nos próximos anos no time que tem uma dívida quase bilionária

0
828
Leia em 3 min

Da esq. à dir: José Berenguer e Pedro Mesquita, ambos da XP; Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro; Ronaldo Nazário, e Thiago Maffra, CEO da XP

Em uma transação inédita no futebol brasileiro, o ex-jogador de futebol Ronaldo Luís Nazário de Lima está comprando o Cruzeiro e vai investir R$ 400 milhões nos próximos anos no tradicional clube mineiro.

O ex-craque da Seleção Brasileira está adquirindo 90% da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) criada pelo Cruzeiro há duas semanas através da Tara Sports. Com isso, ele retorna ao clube que o revelou ao futebol na década de 1990. Agora, como dono.

O Cruzeiro vive uma grave crise financeira, com dívidas de R$ 962,5 milhões. Além disso, disputa há duas temporadas a segunda divisão do futebol brasileiro. Em 2022, será sua terceira participação seguida na Série B.

“Feliz demais de ter concluído esta operação. Tenho muito a retribuir ao Cruzeiro, levar o clube ao lugar em que merece estar. Temos muito trabalho pela frente”, disse Ronaldo, em um vídeo divulgado em suas redes sociais.

Segundo notícia publicada na imprensa britânica, Ronaldo “Fenômeno” venceu uma disputa com o dono do Liverpool, a Fenway Sports Group, que também teria interesse em comprar o Cruzeiro.

A negociação é a primeira da história do país desde que uma nova legislação, aprovada há três meses, permite que os clubes brasileiros possam virar empresas dedicadas à prática do futebol e assim alavancar a capacidade de captação de recursos.

A transação foi assessorada pela XP Investimentos, que está também buscando um investidor para o Botafogo do Rio de Janeiro, tradicional time do futebol brasileiro que acaba de subir para a primeira divisão do futebol brasileiro.

“Esse é o primeiro negócio de uma nova frente relevante para o mercado de Investment Banking no Brasil, o país do futebol”, disse José Berenguer, CEO do Banco XP, em um comunicado. Pedro Mesquita, sócio e head do Investment Banking da XP, complementou: “A nossa meta é assessorar os maiores clubes brasileiros na construção do melhor campeonato de futebol do mundo nos próximos anos.”

Ronaldo Nazário, de 45 anos, é dono também do Valladolid, clube da segunda divisão da Espanha. Em 2018, adquiriu 51% das ações por 30 milhões de euros. A expectativa é que haja uma interação maior entre os dois clubes a partir dessa transação.

“Com relação ao Ronaldo no Cruzeiro, faz todo sentido porque é mais fácil uma pessoa do Brasil, neste momento, acreditar em um projeto de um clube tão endividado”, diz Amir Somoggi, sócio da consultoria Sports Value. “Seria muito difícil para um investidor árabe, russo ou chinês entender a dimensão do Cruzeiro. E o Ronaldo entende.”

De acordo com Somoggi, o Cruzeiro tem muito potencial e é um clube com muita torcida que cresce sua base de fãs entre mulheres e jovens. Ronaldo Nazário, por sua vez, tem uma fortuna estimada em US$ 160 milhões e está criando uma holding de futebol.

Com a nova legislação, os clubes podem constituir uma pessoa jurídica nova. Com isso, somente as dívidas do clube relacionadas ao futebol são transferidas para a nova empresa.

O pagamento das dívidas deve ser feita com a utilização de parte das receitas da Sociedade Anônima de Futebol (SAF), limitada a 20%. O recolhimento dos impostos é de 5% ao ano. “Essa é uma nova era e um novo capital que começa a entrar para administrar o grande esporte do Brasil”, diz Somoggi.

Leia também

Brand Stories