Negócios

Softbank passa a ser sócio minoritário na Afya e entra no setor de educação no Brasil

A Afya comprou a plataforma de saúde digital iClinic por R$ 182,7 milhões, numa transação que envolveu dinheiro e ações. Com o negócio, o Softbank, que havia investido na health tech, passa a deter uma participação minoritária do grupo educacional, seu primeiro investimento na área no País

 

Virgílio Gibbon, presidente da Afya

O Softbank tem ainda US$ 3 bilhões para investir em startups da América Latina. E apesar de dizer que olha todos os setores, a gestora estará mais ativa nos segmentos de educação e de health tech, segundo Paulo Passoni, sócio do fundo, em entrevista ao NeoFeed.

Uma parte desse movimento aconteceu nesta terça-feira, 13 de outubro, quando a Afya, que atua no segmento de educação superior com escolas de medicina, anunciou a aquisição da plataforma de saúde digital iClinic, fundada pelo empreendedor Felipe Lourenço, em um negócio de R$ 182,7 milhões.

Parte da transação foi paga em dinheiro (61,5%) e a outra parte em ações da Afya (38,5%). E é aí que o Softbank se encaixa. O fundo de venture capital fez um investimento série B na iClinic, de valor não revelado, em julho deste ano.

Além do fundo do japonês de Maysaoshi Son, a iClinic conta também como acionistas com a família Moll, que controla a Rede D’Or, e Luiz Felipe Lomonaco, ex-CEO da Estapar e cofundador da gestora TreeCorp.

Com a transação, o Softbank investe em seu primeiro ativo educacional na América Latina, pois passa a contar com uma fatia minoritária da Afya, que tem o capital aberto na Nasdaq e vale US$ 2,4 bilhões.

Essa é a segunda empresa de capital aberto que o Softbank passa a deter uma participação no Brasil. O fundo da América Latina é sócio do Banco Inter, cujos papéis são negociados na B3 e é avaliado em R$ 14,5 bilhões.

O objetivo da Afya, com a transação, é integrar seus alunos de graduação e cursos preparatórios aos novos serviços da iClinic, que incluem telemedicina, agendamento online de consultas, gestão de faturamento, prontuário eletrônicos, entre outros.

“Com a aquisição da iClinic para nossa plataforma, a Afya dá mais um passo para se tornar o balcão único para os médicos do Brasil”, disse Virgílio Gibbon, presidente da Afya, em fato relevante, em que comunica a transação nesta terça-feira.

De acordo com ele, além dos cursos de educação médica e de saúde, a Afya passa a atuar em um novo segmento que pode ajudar os médicos a administração suas clínicas e a prestar um melhor atendimento aos seus pacientes.

Essa é a quarta aquisição da Afya neste ano. Em julho, a companhia adquiriu a Pebmed, que conta com conteúdo médico digital com tratamentos, medicamentos e pesquisas que dão suporte aos médicos na tomada de decisão. O negócio foi de R$ 132,9 milhões e envolveu dinheiro e ações.

A Afya comprou também a Faculdade Ciências Médicas da Paraíba por R$ 380 milhões e a Fesar, do Pará, por R$ 260 milhões. No total, a empresa tem 2.143 vagas em suas escolas de medicina.

Procurada, a Afya informou que não vai divulgar a fatia que o Softbank e os outros sócios minoritários da iClinic passaram a deter no grupo educacional.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO