Startups

Uma Clinton se aventura na indústria de venture capital

Chelsea Clinton, filha única do casal Hillary e Bill Clinton, está montando sua própria empresa de capital de risco. Batizado de Metrodora Ventures e ainda em fase de estruturação, o fundo terá como foco as startups na área de saúde

 

A investidora Chelsea Clinton

Filha única de Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, e de Hilary Clinton, ex-secretaria de Estado e derrotada por Donald Trump nas eleições presidenciais de 2016, Chelsea Clinton tem uma trajetória acadêmica invejável.

Formada em artes pela Universidade de Stanford e mestre em saúde pública pela Universidade de Columbia, ela é ainda doutora em relações internacionais pela Universidade de Oxford.

Aos 40 anos, Chelsea também atua em diversas frentes. Leciona na Mailman School of Public Health da Universidade de Columbia, escreve livros para adolescentes e é vice-presidente da Clinton Foundation, onde desenvolve e lidera uma série de projetos.

Agora, ao que tudo indica, ela planeja mostrar uma nova faceta: a de investidora de capital de risco. Segundo o site americano Axios, Chelsea está estruturando seu próprio fundo para investir em startups, especialmente na área de saúde.

Batizado de Metrodora Ventures, o fundo já está registrado em Nova York e teve um perfil ativado recentemente no Twitter, com a seguinte descrição: “Uma empresa de capital de risco consciente dos valores, focada nos negócios de saúde e de aprendizado.”

O projeto ainda está em fase embrionária, mas Chelsea já teria se comprometido a investir em pelo menos duas startups. Uma das novatas é a americana Poppy Seed Health, com sede em Nova York e dona de um aplicativo que conecta gestantes a enfermeiras e profissionais de saúde, para tirar dúvidas, 24 horas por dia, sete dias por semana.

A experiência de Chelsea à frente do novo fundo não seria, no entanto, sua primeira incursão no ecossistema de investimentos, de empreendedorismo e de tecnologia. Seu currículo já inclui, por exemplo, passagens pelo fundo de hedge Avenue Capital.

Atualmente, ela ainda encontra tempo para integrar os conselhos de administração de empresas como Expedia Group e IAC, grupo de mídia e de internet responsável por marcas como Vimeo, Investopedia, The Daily Beast e Ask.com.

Desde 2019, Chelsea também faz parte do board da startup Nurx. Fundada em 2015, em São Francisco, na Califórnia, a companhia é dona de uma plataforma que oferece desde consultas até a entrega de medicamentos e serviços na área de controle de natalidade.

A bagagem da “nova” investidora inclui ainda um aporte, como investidora-anjo, na Kinbody, startup que oferece serviços e tratamentos de fertilidade e já atraiu US$ 63,5 milhões em cinco rodadas de investimento.

Com sede em Nova York, a Kinbody tem como um dos destaques do seu modelo uma clínica móvel, que percorre as ruas americanas oferecendo exames e avaliações gratuitas, como forma de atrair os clientes para os seus consultórios.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO