Negócios

Advent capta fundo de US$ 2 bilhões para a América Latina

Esse é o sétimo fundo da gestora americana dedicado à região, onde já investiu US$ 6,8 bilhões, em 64 empresas, entre elas, as brasileiras Nubank e Ci&T. Com cheques que variam de US$ 50 milhões a US$ 300 milhões, o novo fundo vai focar segmentos como serviços financeiros, saúde, varejo e tecnologia

 

Patrice Etlin, managing partner da Advent

Em 1996, a Advent desembarcou no Brasil e na América Latina. Desde então, a gestora americana de fundos de private equity realizou uma série de investimentos no País e na região. E agora, está reforçando esses laços.

Nesta terça-feira, a companhia anunciou que concluiu a captação junto a investidores institucionais de seu sétimo fundo para a América Latina, denominado Advent Latin American Private Equity Fund VII, no valor de US$ 2 bilhões (R$ 11 bilhões).

Considerando o valor em Reais, a nova soma é 65% superior ao último fundo destinado à região. Segundo a Advent, a lista de investidores inclui fundos de pensão públicos e privados, endowments e fundações, fundos de fundos, fundos soberanos e family offices, entre outros.

Com o novo fundo, a Advent soma cerca de US$ 8 bilhões em capital total já levantado para investir no mercado latino-americano. Levando-se em conta os fundos Global Private Equity IX e Advent Tech, fechados em 2019, a empresa captou US$ 22 bilhões nos últimos 16 meses para aportes em todo o mundo.

“Continuamos a ver oportunidades de investimento interessantes na região”, disse Patrice Etlin, managing partner da Advent, em comunicado. “Pretendemos nos aliar a empresas de médio e grande porte e ajudá-las a expandir seus negócios usando nossa profunda experiência nos setores em que nos especializamos, nossa plataforma global e recursos operacionais de primeira linha.”

Em linha com a tese adotada nos fundos anteriores, os novos recursos serão reservados, principalmente, a investimentos no Brasil, Colômbia, México e Peru. Em um segundo plano, também estão no radar empresas de países como Argentina e Chile.

O foco estará em cinco segmentos da economia, nos quais a Advent já tem experiência: serviços e serviços financeiros; saúde; industrial; varejo, consumo e lazer; e tecnologia. Os aportes poderão variar de US$ 50 milhões a US$ 300 milhões.

Em 24 anos, a Advent investiu US$ 6,8 bilhões em 64 negócios na região e vendeu 100% de suas posições em 43 dessas companhias, sendo nove delas por meio de IPOs. No Brasil, nesse intervalo, a gestora aportou US$ 3,7 bilhões, em 27 empresas locais.

Em 24 anos de operação, a Advent investiu US$ 6,8 bilhões na região, sendo US$ 3,7 bilhões no Brasil, em 27 empresas

Entre os investimentos recentes da Advent no País figuram nomes como Nubank, Ci&T, Yduqs e a operação local do Walmart, que foi rebatizada como Grupo BIG. Já na região, a lista inclui a Prisma, empresa de pagamentos da Argentina, a farmacêutica Somar, no México, e a Canvia, de serviços de tecnologia da informação, no Peru.

Ainda no Brasil, as vendas de participações mais recentes da Advent incluem a plataforma de investimentos Easyinvest; a varejista Quero-Quero; a Faculdade da Serra Gaúcha (FSG); o Grupo Fleury, rede de laboratórios; e o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP).

Kroton (atual Cogna), Restoque, Fortbras, Allied e International Meal Company (IMC) são outras operações que já integraram o portfólio local da gestora.

Na América Latina, a Advent conta com uma equipe de cerca de 40 profissionais, distribuída em escritórios localizados em São Paulo, Cidade do México, Bogotá e Lima.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

NEOFEED REPORT

Baixe o relatório “O mapa de ataque das grandes empresas”

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO