Americanas paga R$ 2,1 bilhões por Hortifruti Natural da Terra

Com o acordo, a varejista incorpora uma operação com faturamento de R$ 2 bilhões e uma rede de 73 lojas distribuída nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo

0
439
Leia em 3 min

Com apetite para crescer de forma inorgânica, a Americanas anunciou nesta quarta-feira a sua mais nova aquisição de 2021. O alvo da vez foi a Hortifruti Natural da Terra, dona das bandeiras Hortifruti e Natural da Terra.

A transação foi avaliada em R$ 2,1 bilhões e envolveu 100% da empresa, segundo fato relevante divulgado pela Americanas. A compra ainda aguarda aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O pagamento, de acordo com o comunicado, será feito em recursos financeiros. O preço equivale a 9 vezes o múltiplo EV/Ebitda (valor total da empresa dividido pele Ebitda) estimado para a empresa em 2021.

Trata-se de um movimento estratégico da Americanas para crescer não só nos canais físicos do varejo como também no plano das operações online.

Além de contar com 73 lojas nos quatro estados da região Sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo), a Hortifruti Natural da Terra tem presença relevante na internet, com uma participação de 16% de participação no segmento, segundo o comunicado.

Maior rede varejista especializada em produtos frescos com foco em frutas, legumes e verduras do Brasil, a Hortifruti Natural da Terra havia sido comprada, em 2018, pelo fundo suíço Partners Group, que à época prometeu investir R$ 80 milhões na operação.

O fundo já tinha adquirido 40% de participação em 2015, pelo valor de R$ 300 milhões. O valor da aquisição da fatia restante, em 2018, não foi revelado.

Em abril deste ano, o Hortifruti Natural da Terra chegou a pedir registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar um IPO, entrando na fila de empresas brasileiras que planejam abrir capital.

A Americanas, sua nova controladora, já havia anunciado duas aquisições nos últimos meses: a Shipp, startup de entregas ultrarrápidas, e 70% do Grupo Uni.co, especializado em franquias e dono das marcas Puket, Imaginaruim, MinD e Lovebrands. Os valores desses acordos não foram revelados.

Entre as oportunidades identificadas com a aquisição da Hortifruti Natural da Terra, a empresa destacou a complementariedade do sortimento de produtos frescos e saudáveis nas lojas da Americanas, incluindo as de conveniência.

Além disso, haverá integração nativa da plataforma digital da rede comprada, que já é operada pelo Supermercado Now, uma subsidiária da Americanas.

A companhia também espera utilizar a experiência da Americanas com expansão de lojas para acelerar o plano de abertura de unidades da rede de hortifrutis, e integrar a AME, fintech do grupo, para aumentar a oferta de produtos e serviços financeiros nas lojas adquiridas.

Nos 12 meses encerrados em junho, a Hortifruti Natural da Terra teve receita bruta de R$ 2 bilhões e uma margem Ebitda de 12%.

A empresa opera com três tipos de negócios: 54 lojas tradicionais, com área média de 700 metros quadrados; 18 lojas leves, com área média de 180 metros quadrados; e uma dark store, exclusiva para pedidos feitos pela internet.

No seu balanço mais recente, referente ao primeiro trimestre, a Americanas registrou prejuízo líquido de R$ 163 milhões, alta de 231% em relação a igual período do ano passado.

Já a receita líquida teve avanço de 29% no mesmo tipo de comparação, para R$ 5,232 bilhões. A base de clientes alcançou 48 milhões, uma expansão de 8 milhões.

Leia também

Brand Stories