Uber assume 100% da Cornershop por mais de US$ 1,4 bilhão

A Uber, que já detinha 53% do aplicativo de entregas de compra de supermercado, está assumindo 100% da startup em uma operação de troca de ações avaliada em US$ 1,4 bilhão

0
302
Leia em 2 min

A Cornershop foi avaliada em US$ 3,3 bilhões

Em um movimento que mostra a força de seu braço de delivery, a Uber está assumindo 100% da Cornershop, a startup chilena que faz entregas de supermercados na qual a companhia havia adquirido uma fatia de 53% em 2019.

O negócio foi todo baseado em ações. Os fundadores da Cornershop, Oskar Hjertonsson e Daniel Undurraga, vão receber 29 milhões de ações da Uber. Pelo preço do pregão de sexta-feira, 18 de junho, fecharam cotadas a US$ 49,31, o negócio é de mais de US$ 1,4 bilhão. A Cornershop, dessa forma, foi avaliada em US$ 3,3 bilhões.

“O Uber já possui cerca de 50% da Cornershop e vimos como o trabalho conjunto pode gerar ótimos resultados, como nosso lançamento conjunto no Brasil em 2020”, escreveu Hjertonsson, em um tuíte sobre a transação. “Mas para realmente desbloquear todo o potencial dessa parceria, precisamos operar como uma única empresa.”

A Cornershop opera no Brasil, Chile, Peru, México e Canadá. No primeiro trimestre de 2021, a receita global da área de delivery da Uber atingiu US$ 1,7 bilhão, um crescimento de 230% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Por outro lado, a área de mobilidade, onde está a parte de transporte de carros, viu sua receita cair de US$ 853 milhões para US$ 600 milhões.

Com o negócio, a Uber vai reforçar o Uber Eats, que concorre com iFood e Rappi no mercado brasileiro e latino-americano. No Brasil, a Cornershop opera em 17 cidades e conta com parceiros como Carrefour, Big, Pão de Açúcar, Extra, Atacadão e Maxxi.

Ela também não se restringe a compras de supermercado e tem aumentado o número de parceiros, como Drogasil, Droga Raia, Cobasi, Kalunga e muitas outras empresas.

Leia também