Negócios

Warren Buffett faz um alerta: “Ajudem as pequenas empresas”

O megainvestidor e bilionário americano elogiou as medidas tomadas pelo FED e o governo americano para auxiliar as grandes empresas, mas ressaltou que os programas de auxílio devem focar agora os pequenos negócios

 

O bilionário e megainvestidor Warren Buffett

Dono de uma fortuna estimada em US$ 85,9 bilhões, Warren Buffet é mais conhecido por seus investimentos em gigantes como a Apple e o Bank of America. Mas foram as pequenas empresas que levaram o megainvestidor a quebrar o silêncio que tem cultivado nos últimos meses.

O palco da mais recente “aparição” do bilionário americano foi um evento remoto e privado promovido pela Goldman Sachs 10.000 Small Businesses, iniciativa filantrópica do Goldman Sachs que provê educação e financiamento para apoiar companhias de pequeno porte.

Durante o evento, Buffett comparou os desafios que a pandemia trouxe para essas empresas e ressaltou que elas devem receber uma atenção especial do governo americano nos próximos meses, especialmente sob a perspectiva de uma segunda onda da Covid-19.

“Francamente, as pequenas empresas, em geral, precisam de muita ajuda agora”, afirmou Buffett. “Se alguém pedir meu conselho, eu recomendaria que os republicanos, democratas, quem quer que seja, trabalhem para auxiliar essas companhias, porque elas são o futuro deste país.”

O megainvestidor, também chamado de “Oráculo de Omaha”, observou que as empresas que se encaixam nesse perfil já receberam algum socorro por meio de programas do governo do presidente Donald Trump.

Ele ressaltou, no entanto, que essas companhias estão “em certa desvantagem” na comparação com seus pares de maior porte, que têm acesso muito mais fácil ao crédito depois de intervenções feitas pelo Federal Reserve (FED), o banco central americano.

Em contrapartida, Buffett teceu elogios às iniciativas implantadas pelo FED e pelo governo na esteira dos impactos da Covid-19. Ele incluiu nesse pacote os congressistas americanos e frisou que as respostas foram mais positivas do que as medidas anunciadas após a crise econômica de 2008.

“Eles viram os problemas que ocorreram em 2008 e 2009”, afirmou. “E agiram de forma decisiva e abriram os mercados de crédito instantaneamente. Tivemos volumes recorde de dinheiro arrecadados pelas grandes empresas desde então.”

Depois de comparar os efeitos da pandemia para os pequenos negócios a um furacão, ele ainda destacou que “as nuvens irão embora”, antes de reforçar que o governo deve ajudar essas empresas a superarem esse período desafiador.

Buffet integra o conselho consultivo do programa 10.000 Small Businesses. A iniciativa já apoiou e formou 10 mil pequenos empresários até o momento e conta ainda com a participação de nomes como David Solomon, CEO do Goldman Sachs; Michael Bloomberg, cofundador da agência de notícias Bloomberg; e de Mary Barra, CEO da General Motors (GM).

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também

UM CONTEÚDO:

BRAND STORIES

NEOFEED REPORT

Conheça os conteúdos do braço de análise e inteligência de mercado do NeoFeed

VÍDEOS

Assista aos programas CAFÉ COM INVESTIDOR e CONEXÃO CEO