Neogrid reforça seu big data com quinta aquisição pós-IPO

Dona de uma plataforma que conecta a indústria ao varejo, a empresa, que abriu capital há um ano, anuncia a compra da Predify, startup de precificação de produtos com base em inteligência artificial

0
451
Leia em 2 min

A Neogrid está avaliada em R$ 693 milhões

Dona de uma plataforma de software como serviço que conecta os ERPs de indústrias, fornecedores, distribuidores e varejistas, para extrair insights que aprimorem o fluxo dessa cadeia, a catarinense Neogrid está adicionando um novo componente a essa equação.

Na manhã desta terça-feira, a companhia anunciou a compra do controle da Predify, plataforma de otimização de preços para produtos e serviços. A Neogrid vai pagar R$ 4,35 milhões por uma fatia de 51,1% na operação e o acordo prevê ainda a opção de compra de 100% das ações em 30 meses.

“Seguimos com o objetivo de ampliar nosso ecossistema com negócios complementares”, afirmou Eduardo Ragasol, CEO da Neogrid, em nota sobre a transação. “A Predify tem, logo de início, sinergia com todas as soluções da Neogrid e com as de startups recentemente adquiridas.”

Essa é a quinta aquisição feita pela Neogrid desde que abriu capital, em dezembro de 2020, e levantou R$ 337,5 milhões em sua oferta primária, com um olhar predominantemente voltado a uma estratégia inorgânica. Antes do IPO, a companhia contabilizava 14 transações.

Em setembro, a empresa comprou a Lett, de trade marketing digital, e a Arker, de alocação de verbas comerciais e promoções. Antes, a Neogrid já havia incorporado as operações da Horus, de inteligência de mercado, e da Smarket, plataforma de gestão e criação de promoções e trade marketing.

Fundada em 2018, a Predify tem uma plataforma, baseada em inteligência artificial, que analisa uma série de variáveis e tendências para definir o preço mais adequado de um produto ou serviço. Esse big data parte de informações como qualidade dos produtos e satisfação dos consumidores.

Com mais de 10 milhões de produtos monitorados atualmente, a startup tem uma receita recorrente anual contratada de R$ 2,3 milhões. Além de participar de programas de aceleração da Visa e da Darwin Startups, a empresa já foi premiada como uma das dez melhores retailtechs do País pela 100 OpenStartups e foi eleita uma das startups mais promissoras no ranking 100 Startups to Watch.

A Neogrid, por sua vez, reportou uma receita líquida de R$ 178,4 milhões no acumulado de janeiro a setembro deste ano, alta de 15,5% sobre igual período de 2020. O lucro líquido cresceu 97,1% nesse intervalo, para R$ 16,9 milhões.

Avaliada em R$ 693 milhões, contra R$ 1,07 bilhão em seu IPO, a Neogrid acumula uma desvalorização próxima de 59% em suas ações em 2021. Por volta das 10h20 de hoje, os papéis estavam sendo negociados com ligeira alta de 0,69% na B3, a R$ 2,92.

Leia também

Brand Stories