Resultados Digitais muda de nome de olho na internacionalização

Startup passa a se chamar RD Station, marca já usada em suas operações no México e Colômbia. Companhia reorganiza também unidades de negócios. O CEO e fundador, Eric Santos, explica a estratégia

0
58
Leia em 3 min

Eric Santos, CEO e fundador da RD Station

A Resultados Digitais agora se chama RD Station, o nome de seu principal produto. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 1º de dezembro, durante o Hostel by RD Summit, evento online que vai até quinta-feira.

Dois motivos estão por trás dessa nova marca da startup especializada em marketing digital que conta com mais de 25 mil clientes. De um lado, está a expansão internacional e o posicionamento como uma empresa de software. De outro, a vontade de reorganizar a “casa”, que foi crescendo ao longo dos quase 10 anos de história.

“Fomos criando marcas de conteúdo, de software e eventos e o processo não foi totalmente pensado by design desde o início”, afirmou Eric Santos, CEO e fundador da RD Station, ao NeoFeed. “Tinha vontade de fazer algo mais profissional em relação a isso.”

Atualmente, a RD Station conta com operações no México e Colômbia. Nesses países, a companhia já tinha adotado o nome de RD Station. E o motivo foi simples. “Traduzir Resultados Digitais para o espanhol não era a melhor opção”, afirma Bernardo Brandão, vice-presidente de marketing da RD Station.

Apesar de manter operações próprias no México e Colômbia, a startup já conta com clientes em mais de 20 países e seu software, que funciona no modelo SaaS (software as a service) a partir de uma mensalidade que varia de valor de acordo com o número de contatos, tem versões em português, espanhol e inglês.

Santos diz que o plano é consolidar a presença da RD Station no México e na Colômbia ao longo de 2021, onde a startup já tem 600 clientes. “Ainda precisamos calibrar alguns aspectos do modelo de expansão internacional”, diz o fundador da RD Station.

As mudanças na RD Station não se restringem ao nome. A startup reorganizou também as suas unidades de negócios. A principal delas segue sendo a RD Station, responsável por dois produtos, o RD Station Marketing e o RD Station CRM.

Depois dela, a startup se organizou em três unidades que contemplam conteúdo, mídia e educação. Em uma delas, está o RD Summit, seu evento presencial que chega a reunir mais de 10 mil pessoas em Florianópolis, sede da empresa – este ano, por conta da pandemia, ele não aconteceu e foi substituído pelo Hostel em sua versão online.

A companhia conta também com uma unidade de educação, que herdou o nome Resultados de Digitais, com as marcas RD on the Road, eventos itinerantes em diversas cidades, e a RD University, de cursos online. Por fim, a Agência de Resultados cuida do relacionamentos com agências de marketing.

Fundada em janeiro de 2011, a RD Station já recebeu mais de US$ 85 milhões em quatro rodadas de investimentos. Entre os investidores estão Riverwood Capital, TPG Growth, DGF Investimentos, Redpoint eventures, Astella Investimentos e Endeavor Catalyst.

Santos afirma que os recursos do último aporte, de US$ 50 milhões, liderado pela Riverwood Capital, praticamente não foram tocados. O CEO da RD Station diz ainda que a startup conseguiu atingir o equilíbrio financeiro durante a pandemia. “Esses recursos serão usados para acelerar o processo de expansão do produto e a expansão geográfica”, afirma Santos. “E devemos encarar algumas possibilidades de aquisições.”

O empreendedor lembra que há dois anos comprou a Plug CRM, uma empresa mineira que deu origem ao RD Station CRM. Questionado sobre em quais áreas tem interesse em fazer aquisições, Santos é genérico e diz que são empresas na área de vendas e marketing, nas quais a startup já atua. “Mas não temos nada definido e engatilhado neste momento”, afirma Santos.

Siga o NeoFeed nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram. Assista aos nossos vídeos no canal do YouTube e assine a nossa newsletter para receber notícias diariamente.

Leia também