Com ações em queda, é hora de investir nas big techs, diz Mark Mobius

A sinalização de mudanças nas políticas do Federal Reserve causou queda nas ações do setor. E, para o megainvestidor, esse é o cenário propício para investir no grupo formado por Meta, Amazon, Apple, Netflix e Alphabet

0
439
Leia em 3 min

Mark Mobius, fundador da Mobius Capital Partners

Na quarta-feira, 5 de janeiro, o Federal Reserve divulgou a ata de sua reunião realizada em dezembro do ano passado. O documento sinalizou que o banco central americano deve começar a suspender as medidas de estímulos à economia e voltar a aumentar as taxas de juros, diante da pressão da inflação.

A notícia atingiu em cheio o segmento de tecnologia, um dos principais beneficiados com as políticas de auxílio e os cortes das taxas de juros no país no decorrer da pandemia. Como reflexo, o encerramento dos pregões nas bolsas de valores americanas foi marcado pelo recuo das ações do setor.

A queda nos papéis acendeu o alerta quanto às perspectivas para o setor, diante desse contexto. Entretanto, para Mark Mobius, fundador da Mobius Capital Partners e um dos grandes nomes do mercado de investimentos, essa é justamente a hora de apostar nesse segmento. E em seus principais nomes.

“Essas empresas que foram atingidas como resultado do declínio geral nas ações de tecnologia, que estão ganhando dinheiro, que têm um bom retorno sobre o capital, essas são ótimas compras agora”, afirmou Mobius, em entrevista à rede americana CNBC.

Durante a conversa, ele ressaltou que os investidores devem se concentrar em boas ações, que estejam “fazendo dinheiro” e que possam oferecer bons retornos, mesmo em meio a um panorama menos favorável.

Sob esse contexto, ele destacou a oportunidade de investir no grupo de gigantes de tecnologia, reunidas sob a sigla FAANG: Facebook (agora, Meta), Amazon, Apple, Netflix e Google (Alphabet).

Todos esses nomes não ficaram imunes ao recuo observado na quarta-feira. Quem mais sofreu foi a Alphabet, holding do Google. Avaliada em US$ 1,82 trilhão, a empresa viu suas ações fecharem o pregão com baixa de 4,68%.

Com um valor de mercado de US$ 251,3 bilhões, a Netflix veio na sequência, com uma queda de 4%. Já as ações da Meta, da Apple e da Amazon recuaram, respectivamente, 3,67%, 2,66% e 1,89%.

A Apple, que superou a marca de US$ 3 trilhões em valor de mercado nesta semana, encerrou o dia avaliada em US$ 2,87 trilhões. A Amazon, por sua vez, vale US$ 1,66 trilhão e a Meta, US$ 901 bilhões.

Em contrapartida, em 2021, as ações da Alphabet foram as que mais se valorizaram dentro desse grupo, com uma alta acumulada de 69%. Em segundo lugar, ficou a Apple, com cujos papéis subiram 36,7% no período. Na sequência, Meta, Netflix e Amazon com ganhos de 26,7%, 11,4% e 4,1%, respectivamente.

Durante a entrevista, além de destacar esses ativos, Mobius acrescentou que não faltarão recursos no mercado de capitais. “Há muita liquidez, muitas moedas foram emitidas em todo o mundo por conta da Covid-19”, disse. “Além disso, você precisa adicionar todas as criptomoedas que estão fazendo as pessoas se sentirem ricas.”

Leia também

Brand Stories